Emirates

Lucro da Emirates caiu 64% no último ano

Desempenho da companhia aérea sofre com o dólar alto e a menor demanda por voos


Os lucros do Grupo Emirates sofreram uma queda estimada em 64% ao longo do ano passado, por causa da menor demanda de passageiros, associada a um aumento da concorrência. Avaliados em meados de 2015, os lucros caíram para US$ 364 milhões, embora a receita tenha crescido em 1%, atingindo um total de US$ 12,7 bilhões.

“O aumento da concorrência, assim como a continuidade das incertezas econômica e política em muitas partes do mundo, contribuiu para diminuir as tarifas e derrubaram a demanda por viagens”, comentou o sheik Ahmed Bin Saeed Al Maktoum. Presidente do Conselho e CEO do Grupo Emirates, ele também declarou que o desempenho da companhia aérea para a primeira metade do ano fiscal 2016-17 continua sendo impactado pelo dólar forte em comparação às outras moedas.

Fundada em 25 de março de 1985, a Emirates é a principal companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos e uma das dez maiores do mundo. Tendo como base o Aeroporto Internacional de Dubai, ela tem mais de 1.500 voos saindo de lá a cada semana, rumo aos seis continentes. Atualmente, sua frota é composta por 227 aeronaves e deve ser incrementada com mais 235 aviões já encomendados.

Ernesto Klotzel

Publicado em 11 de Novembro de 2016 às 13:48


Notícias Emirates Airlines