Oxigênio para Manaus

KC-390 transportou novos tanques de oxigênio para Manaus

Carga considerada delicada e perigosa exigiu preparo especial para o voo


KC-390 da FAB

Mais de 5 toneladas de oxigênio foram transportados para Manaus por um KC-390 da FAB

Os novos KC-390 da Força Aérea Brasileira realizaram o primeiro transporte de tanques de oxigênio para Manaus, reforçando a capacidade logística emergencial para combater a segunda onda da pandemia que atingiu o estado do Amazonas.

O primeiro KC-390 recebido pela Força Aérea Brasileira, designado como FAB 2853, decolou no sábado (16) da Base Aérea de São Paulo (BASP), em Guarulhos, com cinco tanques de oxigênio líquido, o que corresponde a 5.550 quilos de carga.

Ainda que em termos de massa o transporte dos tanques de oxigênio não seja um problema para as capacidades do KC-390, que pode decolar com quase cinco vezes mais peso, por se tratar de tanques pressurizados e com um gás inflamável, a carga teve de ser anexada a uma válvula de segurança instalada no avião.

"A aeronave já vem com uma válvula de alívio para fazer o transporte desse oxigênio durante o voo. O que foi necessário ser feito, é que cada tanque tem um tipo de conexão, então a empresa fez uma conexão e adaptação desse tanque para nossa aeronave", explicou Luiz Fernando Rezende Ferraz, tenente-coronel aviador e comandante do KC-390.

Além disso, um técnico da empresa que disponibilizou os tanques de oxigênio líquido viajou com a equipe da FAB, sendo responsável pela conferência da carga durante todo o voo.

O material será utilizado para abastecer os hospitais de Manaus que sofrem com a falta do insumo para tratar pacientes com covid-19.

Galeria

Tanques de oxigênio tiveram de ser conectados a válvula de segurança do KC-390

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 18 de Janeiro de 2021 às 08:45


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação KC-390 Embraer FAB oxigênio Manaus Amazonas covid-19 pandemia