Garras da Águia

Japão vai investir US$ 4,5 bilhões na modernização da frota de F-15J

Processo será conduzido em parceria entre a Boeing e a Mitsubishi Heavy Industries


Japão é um dos principais operadores internacionais do F-15

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A Boeing e a japonesa Mitsubishi Heavy Industries (MHI) assinaram recentemente um contrato para apoiar a atualização da frota de F-15J, utilizados pelo Japão. O contrato tem valor estimado em US$ 4,5 bilhões (aproximadamente R$ 23,2 bilhões) e faz parte de um programa de modernização anunciado pelo governo dos Estados Unidos em outubro de 2019.

As melhorias nos F-15J devem permitir um considerável salto nas capacidades do caça e vai incluir novos armamentos, sistema de guerra eletrônica atualizado, assim como modernização no cockpit, que contará com um computador de missão mais avançando.

As mudanças vão proporcionar aos pilotos uma melhor percepção durante as missões e ampliará a capacidade do avião, que faz parte da ponta de lança da força aérea de autodefesa japonesa.

Segundo o contrato, a Boeing fornecerá a MHI os processos de modernização, equipamentos de apoio e publicações técnicas para as duas primeiras aeronaves F-15J. A continuidade do processo será posteriormente conduzida pela MHI, apenas com suporte técnico do fabricante norte-americano. A Sojitz Corporation, parceira da equipe da Boeing no Japão, também apoiará os trabalhos.

Este contrato estabelece as bases do programa de modernização, onde a MHI desenvolverá o plano de modificação detalhado e preparará as instalações dos novos sistemas, que deverá atualizar até 98 aeronaves a partir de 2022.

“Com esse acordo, a Boeing tem a honra de promover nossa longa tradição de apoio ao Ministério da Defesa do Japão, a força de autodefesa aérea do Japão e MHI”, comentou Will Shaffer, Presidente da Boeing no Japão. “Essas atualizações fornecerão capacidade crítica para a defesa nacional e coletiva, na qual, o F-15J desempenha um papel fundamental”.

A parceria entre a Boeing e a MHI já dura cinco décadas, possibilitando o Japão manter uma avançada e poderosa força aérea. O acordo entre os dois fabricantes permitiu os japoneses produzir mais de 200 caças F-15J entre 1980 e 2000.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 29 de Julho de 2020 às 14:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing F-15 F-15J Mitsubishi MHI caça Japão JASDF