Neil Armstrong no cinema

A história do primeiro ser humano a pisar na Lua

Filme 'O Primeiro Homem' conta a vida pessoal do mais famoso astronauta da Nasa


Cena dos primeiros passos de Neil Armstrong na Lua, do filme O Primeiro Homem

O Prime Video, a plataforma de vídeo sob demanda da Amazon, disponibilizou filme O Primeiro Homem (First Man), que apresenta a biografia do astronauta Neil Armstrong, o primeiro ser humano a pisar na Lua.

Ainda que a história escrita pela Apollo 11 ainda seja famosa, um dos desafios do filme é levar ao espectador a história pessoal de um homem mundialmente reconhecido ter ido até Lua, mas que após se aposentar da Nasa viveu longe dos holofotes. Neil Armstrong foi elevado a herói mundial no final da década de 1960, mas sempre cultivou uma vida simples e reservada.

O filme é dirigido pelo jovem diretor Damien Chazelle, que na ocasião tinha apenas 33 anos de idade, que já realizou obras como Whiplash - Em Busca da Perfeição e La La Land - Cantando Estações, recebendo três indicações e uma estatueta do Oscar. Para o papel principal, Chazelle escalou a estrela de La La Land, Ryan Gosling.

O filme é sobre a vida de Neil Armstrong e não sobre a corrida espacial, ou mesmo os programas Gemini e Apollo, sem detalhes sobre como a Nasa foi constituída, como os norte-americanos resolveram chegar a Lua ou como funcionou o programa Apollo. A trama é centrada no lado humano da família Armstrong.

Trailer oficial de O Primeiro Homem dita a dinâmica do filme que foca na vida pessoal de Armstrong

Sim, o diretor e o roteirista Josh Singer usaram uma narrativa que mostra a vida íntima de Neil e sua esposa Janete. O ator não decepciona e consegue transmitir a imagem de um homem tímido, bastante dedicado e que passa por um grande trauma familiar. O filme também mostra a personalidade de alguns astronautas, ainda que exagere sobre a imagem de Buzz Aldrian, que é retratado como uma pessoa ambiciosa e até certo ponto ‘sem noção’. Na vida real, ainda que Aldrian tenha se notabilizado por seu estilo extravagante e midiático, ele teve uma carreira marcada por profissionalismo e capacidade técnica acima da média.

Primeiras cenas mostram o X-15 pilotado por Armstrong e sequência no deserto ainda homenageia outro pioneiro

Para os entusiastas da aviação ou mesmo da corrida espacial, a abertura com o X-15 é primorosa. Os efeitos sonoros e dados reais da dinâmica do voo do experimental que ultrapassava a barreira de Mach 4 (aproximadamente 4.939 km/h) são bastante realísticos.

Além disso, a cabine das naves Gemini e Apollo foram bem reproduzidas. Para quem acompanha o cinema com temas aeroespaciais, o pouso na Lua sempre foi uma imagem distante. Os Eleitos (The Right Stuff), de 1983, do diretor é Philip Kaufman mostra a saga dos primeiro sete astronautas norte-americanos, mostrando com bastante riqueza o desenvolvimento do programa espacial dos Estados Unidos, da quebra da barreira do som, em 1947, até o programa Mercury.

Em 1995, o filme Apollo 13 - Do Desastre ao Triunfo (Apollo 13), o diretor Ron Howard exibe com muita precisão o programa Apollo e todo o drama da fracassada missão. Em ambos os casos, a Lua estava lá, como um objetivo jamais alcançado. Em Primeiro Homem, finalmente, o cinema chegou até a Lua. Possivelmente, a equipe de roteiristas, diretor e atores tiveram de resolver um grande problema. Como mostrar no cinema a história que todos sabem o final? Ainda mais considerando que o foco do filme é a biografia do Armstrong. O filme é bastante ágil em toda jornada até a aproximação para a Lua, não espere grande emoções, preparativos e detalhes da missão Apollo 11. A emoção fica para o momento que o módulo lunar se desliga do módulo de comando e inicia a aproximação para a Lua. Em uma sequência belíssima e bastante dramática é possível sentir como os mais de 500 milhões de telespectadores e a equipe da Nasa se sentiram enquanto a Eagle se aproximava do solo lunar. Efeitos visuais e sonoros dão o clima dentro da temática, retratando de forma brilhante as emoções dos dois astronautas. Por fim, espere uma bela e complexa sequencia após o pouso até ser proferida a famosa frase “a small step for a man a giant leap for mankind” (Este é um pequeno passo para um homem, um salto gigante para a humanidade).

O filme é baseado no livro First Man (editora Intrínseca), do jornalista James R. Hansen, mantendo ambos uma narrativa próxima. Um detalhe importante, a versão brasileira conta com uma tradução excelente. Uma comparação entre o original e a versão brasileira mostra um cuidado considerável na tradução, algo fundamental em um livro que grande parte utiliza jargões e termos técnicos.

Para quem quiser conhecer ainda mais a vida do célebre astronauta, também existe em português o livro Neil Armstrong - O primeiro homem a pisar na Lua, do jornalista Jay Barbree, pela editora Tordesilhas. Barbree foi premiado com um Emmy pela cobertura do projeto Apollo, tendo escrito vários livros sobre o programa espacial. Ele foi ainda o jornalista que revelou a causa do acidente com o ônibus espacial Challenger.

Por fim, para conhecer detalhes da missão Apollo 11, o filme-documentário de mesmo nome, do diretor Todd Douglas Miller, conta a épica jornada da primeira viagem até a Lua. Mais da metade das imagens são inéditas e estavam armazenados em 177 rolos de 65 mm descobertos por Dan Rooney, supervisor da seção de filmes dos Arquivos Nacionais dos Estados Unidos, que achou o material ao acaso. Por incrível que pareça, o material estava guardado em um depósito refrigerado em Maryland, mas com apenas uma etiqueta dizendo se tratar da Apollo 11, sem qualquer detalhe adicional.

Apollo 11, filme-documentário que apresenta centenas de cenas inéditas da missão real

O filme traz uma sequência muito bem montada, com uma narrativa fácil de entender mesmo para quem não é interessado pela Corrida Espacial. Além disso, é a primeira vez que as imagens são exibidas em alta definição. Lembre-se, em 1969 a qualidade do cinema e das televisões não eram exatamente ideais para contemplar a beleza do material. O irônico, os originais foram produzidos com propriedades técnicas próximas do cinema atual. Faltava só o momento certo para ser exibido.

Por fim, o livro Moonfire - A Epica Jornada Da Apollo 11 (Tashen), apresenta centenas de fotos e os textos originais do jornalista Norman Mailer publicados na revista Life, em 1969. Ainda que exista uma versão de bolso, o livro tem formato 32,6 x 27 cm e pesa quase três quilos.

  • Se inscreva no canal da AERO Magazine no YouTube clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 5 de Novembro de 2020 às 11:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Apollo 11 Neil Armstrong Buzz Aldrian Damien Chazelle La La Land X-15 Saturn V Nasa