GE Aviation espera melhora no mercado e maior procura para seus motores

Reaquecimento da demanda por aeronaves novas favorece também indústria de propulsores


Ge90

Novos pedidos para motorees depende de um reaquecimento do mercado global

A GE Aviation espera que com o reaquecimento do mercado haverá uma natural tendência das empresas aéreas em ampliarem seus pedidos para os motores GE90, utilizado no Boeing 777, assim como na família CFM, que impulsiona os 737 MAX, sendo também opção no A320neo.

Apesar de reconhecer que ainda há incertezas causadas pelo atual cenário internacional, o fabricante espera que a procura pelos motores CFM aumente consistentemente após 2023. Atualmente a série CFM LEAP, novo produto da GE Aviation, tem um backlog de cerca de 9.200 unidades, mesmo registrando 400 cancelamentos no primeiro trimestre de 2021.

Recentemente a divisão de aviação da GE, especializada em motores, registrou queda de 36% no lucro, em comparação com o mesmo período de 2020. A redução nas receitas foi de 28%, no comparativo, atingindo US$ 5 bilhões (R$ 27,2 bilhões).

Para o segundo trimestre de 2021 a empresa espera um aumento de 25% na procura dos motores, em relação ao mesmo período de 2020. Segundo dados internos, aproximadamente 60% dos pedidos estimado para os motores CFM e GE90 ainda não foram procurados por eventuais clientes

“A expectativa é que as coisas melhorem em termos de, não apenas volume de procura de motores, mas no escopo ou o valor de uma procura”, comentou H. Lawrence Culp, CEO da GE.

O mercado de motores depende não apenas de novos pedidos, mas também da demanda por motores adicionais e sobressalentes, ampliando assim as perspectivas futuras de novos negócios na aviação comercial.

Por Marcel Cardoso

Publicado em 5 de Maio de 2021 às 13:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação GE GE90 CFM Ge Aviation Boeing 737 777 Airbus A320neo