Veterano repaginado

Força aérea dos EUA poderá ampliar contrato de compra do F-15EX

Modelo poderá substituir também os atuais F-15E Strike Eagle que se aproximam do limite da vida útil


F-15EX permite ampliar capacidade da força aérea em curto prazo e com custo menor que o estimado para o F-35A

  • Faça parte do grupo de AERO Magazine no Telegram clicando aqui

A força aérea dos Estados Unidos (USAF) poderá substituir seus atuais 218 caças F-15E Strike Eagle, pelos novos F-15EX. O contrato adicional poderá chegar aos 400 aviões do tipo, mantendo o veterano F-15 em ação por mais duas décadas.

A USAF confirmou no último dia 13 de julho a compra de oito F-15EX, mas uma possível ampliação do contrato reapresenta uma importante mudança nos planos, pois alguns acrditavam que os F-35A que deveriam substituir os F-15E.

Caso a USAF exerça todas as opções de compra para o F-15EX, o contrato deverá ter um custo total de US$ 22,9 bilhões (R$ 119,4 bilhões). A estratégia embora apresentada apenas em julho de 2020, estava contida no Justification and Approval (J&A) aprovado em março de 2018. Alguns analistas consultados por AERO Magazine acreditam que a divulgação de uma provável compra  em larga escala do F-15EX coincide com a necessidade do governo dos Estados Unidos apoiar a Boeing, que enfrenta sua mais grave crise em um século de história.

LEIA TAMBÉM

O documento aponta que o contrato inicial seria de 144 aviões, podendo ser imediatamente ampliado para 200 caças. O objetivo seria substituir em curto prazo a frota de caças F-15E Strike Eagle, que se aproxima do limite da vida útil. A aquisição dos F-35A, ainda que dentro do plano de renovação da USAF, representa um tempo adicional considerável no recebimento do mesmo número de aeronaves. Na teoria os F-15EX podem ser entregues em um prazo quase quatro vezes menor.

Além disso, ao manter o F-15 em serviço, apenas com uma versão atualizada, representa menores custos de treinamento de pilotos, técnicos de manutenção e ferramental. A força aérea estima uma diferença de custos, apenas nestes aspectos, de US$ 3 bilhões no comparativos entre o F-15EX e o F-35A.

Atualmente a USAF conta com mais de 230 F-15C/D em serviço, com plano inicial de substituir algum desses aviões pelos F-15EX. A inclusão dos F-15E no acordo permitirá o caça bimotor permanecer em serviço ativo nos Estados Unidos até meados de 2050.

Saiba mais...

Ironicamente a USAF nunca declarou publicamente qual o futuro dos F-15E, visto que eles não deveriam ser substituídos pelos F-22 Raptor. O poderoso caça de quinta geração foi desenvolvido ao longo da década de 1990 para entrar no lugar dos já veteranos F-15C/D e dos complexos F-117.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 31 de Julho de 2020 às 17:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing F-15 F-15EX USAF força aérea F-35 caça avião de combate guerra F-15E Strike Eagle