Whiskey pirata? Bobagem!

Fábrica clandestina de helicópteros é encontrada no leste europeu

Instalações na pequena Moldávia produzia sem licença o modelo russo Ka-26


Estruturas em produção do helicóptero Ka-26 foram encontradas em fábrica clandestina na Moldávia

As autoridades da Moldávia, o pequeno país do leste europeu, tiveram uma surpresa ao descobrir uma fábrica de helicópteros falsificados. A curiosa situação envolvia a produção ilegal do modelo Ka-26, da Kamov, hoje parte do conglomerado Russian Helicopters.

A polícia local achou a fábrica clandestina na região de Criuleni, próximo à fronteira com a Ucrânia. No local haviam mais de dez aeronaves em produção, todas cópias ilegais do Ka-26, que seriam exportadas para países membros da Comunidade de Estados Independentes, que reúne alguns países do antigo bloco soviético.

LEIA TAMBÉM

Um dos temores das autoridades é que as aeronaves poderiam ser utilizadas em missões ilícitas, incluindo operações paramilitares, utilizando armamento pesado adquirido também de forma ilegal.

“As pesquisas realizadas hoje constatam que, atualmente, existem mais de 10 helicópteros nas linhas de produção, em diferentes estágios de acabamento, todos produzidos sem autorizações e documentos de origem necessários para as peças e equipamentos utilizados”, afirmou o porta-voz do Gabinete do Procurador da Moldávia para o Combate ao Crime Organizado e Casos Especiais, em resposta aos questionamentos de AERO Magazine.

De acordo com o Gabinete do Procurador, a maioria dos envolvidas no processo de produção e montagem ilegal dos aparelhos, incluindo os proprietários do local e os chefes da operação, são moradores de Transnístria, uma região separatista da Moldávia.

“Nos últimos meses, a polícia acompanhou um grupo bem organizado de pessoas especializadas na produção ilegal de helicópteros”, disse o Ministério do Interior em comunicado à imprensa.

A promotoria deverá indiciar os envolvidos em todo o processo, desde trabalhadores até os engenheiros e proprietários do local, pelo crime de produção ilegal de aeronaves, contrabando, organização criminosa, entre outros.

“Para essas ações, a legislação da República da Moldávia prevê uma sentença de 3 a 10 anos de prisão”, afirmou o porta-voz. Com base nos resultados das evidencias será decidido quais caminhos a justiça deverá seguir e quais serão as medidas coercitivas processuais aplicadas tanto às pessoas envolvidas quanto aos bens.

Todavia, as autoridades não sabem se outros helicópteros já haviam sido produzidos e entregues, visto que a campanha de testes de uma aeronave exige grande complexidade, além de causar uma movimentação difícil de ser disfarçada.

Saiba mais...

Por se tratar de um helicóptero já certificado, os ensaios em voos são voltados para aceitação das características do modelo. Todavia, mesmo sendo uma aeronave produzida sem conhecimento da Russian Helicopters, é necessário a realização de ao menos um voo para garantir as qualidades de voo esperadas do helicóptero.

O Ka-26 é um compacto helicóptero bastante popular para aplicação de pesticidas no campo

O Ka-26 é um helicóptero leve multiemprego desenvolvido na ex-União Soviética, com o primeiro voo tendo sido realizado em 1969. Ao longo de 16 anos a Kamov produziu 816 unidades do modelo, amplamente utilizado em pulverização de pesticidas agrícolas. Uma das características do Ka-26 é empregar dois motores radiais Vedeneyev M-14 V-26 de 325 cv (239 kW) cada, montados em naceles externas. O modelo é bastante complexo em termos mecânicos, mas sua tecnologia é simples o bastante para ser copiado ilegalmente.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 2 de Julho de 2020 às 12:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Kamov Ka-26 Moldávia helicóptero Russian Helicópters pirataria clandestino