Efeito coronavírus

FAB transporta alimentos para comunidade indígena

Voo especial em apoio a Covid-19 levou 580 kg de cestas básicas para Yanomamis em Roraima


A força aérea brasileira realizou o transporte de cestas básicas para uma comunidade indígena em Roraima, em apoio à Operação Covid-19. Um C-98 Caravan, pertencente à Ala 7 – Base Aérea de Boa Vista, levou 580 kg de alimentos até o município de Alto Alegre;

O avião, FAB2725, decolou da capital de Roraima, às 09h50 (horário de Brasília), e pousou no Aeródromo de Surucucu, em Alto Alegre, às 11 horas. Os alimentos foram entregues ao 4º Pelotão Especial de Fronteira do Exército Brasileiro, que coordenou a distribuição para uma comunidade indígena Yanomami.

LEIA TAMBÉM

Um dos desafios do voo foi a localização da pista em uma área montanhosa e com pouca infraestrutura disponível, aliado ao próprio clima da região considerado instável. “A única forma de apoiar aqueles brasileiros é pelo modal aéreo. Para realizar esse tipo de missão, os pilotos precisam passar por treinamento de pousos em pista crítica. As condições meteorológicas também dificultam e, por isso, deve haver um planejamento bem detalhado”, relatou Antonio Erivando Galdino Sousa, capitão aviador responsável pelo voo.

A região do extremo norte do Brasil possui acesso limitado por via terrestre, sendo normal o uso de barcos, mas a baixa velocidade e as longas distâncias através de rios tornam esse tipo de missão inviável. A FAB é um dos poucos recursos aéreos disponíveis em grande parte do território nacional, especialmente em regiões isoladas.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 3 de Junho de 2020 às 13:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Caravan.C-98 Cessna Textron FAB covid-19 coronavírus