Sexta geração?

EUA confirmam desenvolvimento de caça de nova geração

Programa ainda depende de aprovação do Congresso, mas pode significar salto tecnológico


Conceito de nova geração pode envolver aeronave que pode ser tripulada ou autônoma

A força aérea norte-americana confirmou que está em fase final de desenvolvimento de um novo caça, com a aeronave inclusive já realizando ensaios em voo. O programa teria sido finalizado em apenas um ano, ao menos a fase de testes de voo.

Ainda que tenha sido admitido o desenvolvimento de um novo projeto, os militares não comentam detalhes do programa e qual a finalidade da aeronave. Alguns analistas acreditam que poderá ser o primeiro modelo de sexta geração, mas é pouco provável que exista uma tecnologia ou conceito já maduro que permita a definição de uma nova geração.

Além disso, a força aérea não confirma se o avião será um caça puro, voltado para interceptações aéreas ou um modelo multimissão, seguindo a tendência de novos projetos desenvolvidos desde os anos 1980.

O novo caça poderá ser uma resposta aos recém-desenvolvidos J-20 e Su-57, que equipam as forças aéreas da China e Rússia respectivamente. Ainda que não ofereçam capacidade superior ao F-22 ou ao F-35, ou ao menos ao ponto de comprometer a capacidade dos modelos norte-americanos em um conflito, é provável que o Pentágono busque manter uma capacidade superior aos seus rivais. Historicamente os Estados Unidos mantém uma política que garanta sua capacidade militar acima das maiores potencias do mundo, oferecendo assim hegemonia em casos de guerra.

O programa Next Generation Air Dominance (NGAD) que coordena o desenvolvimento do novo caça tem declarado o objetivo de sustentar o domínio tecnológico e bélico da força aérea norte-americana em relação a qualquer nação do mundo.

Atualmente o F-35 é o mais avançado caça do arsenal dos Estados Unidos e programa já passou dos US$ 400 bilhões

A revelação da existência do projeto ocorre, provavelmente, devido a necessidade da força aérea em obter o apoio do Congresso dos Estados Unidos para financiar o desenvolvimento final e a compra do novo avião. Detalhes adicionais deverão ser conhecidos nos próximos meses, quando o programa se tornar público.

Um das possibilidades é que o novo avião tenha uma versão tripulada e outra autonôma, similar ao conceito estudado pelos russos, envolvendo inclusive o Su-57.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 5 de Outubro de 2020 às 16:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião caça F-35 USAF F-22 Su-57 J-20 Lockeed Martin Lockeed Sukhoi Pentágono