De volta à cena

Regional dos EUA adota veteranos ERJ-145 e Embraer fecha novo pedido com American

Piedmont Airlines substitui frota de Dash 8 pelos modelos da Embraer e American confirma compra de mais 15 E-175


A regional norte-americana Piedmont Airlines está desativando seus últimos turbo-hélices Dash 8, que serão substituídos por aeronaves a jato. Por conta da capacidade e alcance próximos do Dash 8, a Piedmont optou por renovar a frota com exemplares disponíveis do Embraer ERJ 145.

A companhia aérea, que opera os voos regionais da American Eagle, utilizada os turbo-hélices Dash 8 nas principais rotas de baixa densidade, especialmente em voos para pequenas cidades do interior dos Estados Unidos. O Dash 8 é um turbo-hélice com capacidade para até 48 passageiros, com velocidade de cruzeiro de 286 nós e alcance de 1.711 km.

A Piedmont deverá aposentar todos seus Dash 8-100 e Dash 8-300, que somam 43 aeronaves em serviço. A chegada dos ERJ-145 marca a sexta transição da Piedmont para novas aeronaves desde 1962. A última mudança na frota ocorreu em 1985, quando substituiu os turbo-hélices de Havilland Canada DHC-7 pelos atuais Dash 8.

O Embraer ER-145 transporta até 50 passageiros, com um alcance máximo superior às 1.500 milhas e uma velocidade de cruzeiro de 434 nós.

O processo de substituição da frota contará com aeronaves ERJ-145 disponíveis no mercado, marcando a primeira grande modernização de frota com modelo brasileiro após ter sido retirado de produção. Com a alta no preço do barril de petróleo e a maior capacidade dos Embraer 170, que possuem custo de operação mais competitivo, o ERJ-145 gradualmente passou a ser retirado de serviço em algumas empresas aéreas dos Estados Unidos. Sua introdução em serviço em um novo operador, que completará a substituição dos Dash 8, em 4 de julho, marca uma nova fase para um projeto de quase 30 anos.

Mais E175 para American

A Embraer também assinou com a American Airlines mais um pedido firme para 15 jatos E175 configurados com 76 assentos, um contrato de USD 705 milhões e previsão de início de entregas em 2019, entre março e novembro.

Somado aos três pedidos anteriores de E175 realizados pela American, o total de encomendas da companhia norte-americana chega a 89 aeronaves deste modelo. O pedido mais recente, para dez aviões, havia ocorrido em outubro de 2017. 

Quem vai operar estas 15 aeronaves será a Envoy, subsidiária integral da American Airlines Group Inc., com os E175 configurados com 12 assentos de primeira classe e 60 de classe econômica, incluídos os assentos de classe econômica extra.

Neste segmento de até 76 assentos, a Embraer detém mais de 80% do total de pedidos na América do Norte, com a venda de mais de 400 jatos E175 para companhias do continente. 

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 3 de Maio de 2018 às 08:00


Notícias Embraer ERJ-145 E170 Piedmont Airlines