Veículo VTOL

Empresa investe 10 milhões de euros em veículo alternativo

Programa financia a Lillium, que promete ser mais eficiente que demais projetos VTOL


A empresa de investimentos Atomico foi atraida pela concepção do projeto VTOL (Decolagem e Pouso Verticais) da Lilium Aviation – ambas de Munich, Alemanha, de um veículo híbrido como alternativa para os helicópteros e aviões convencionais no transporte commuter.

Os mais de 10,7 milhões de euros vão ajudar a Lilium a evoluir para se tornar um fabricante aeroespacial, além de seu papel atual, o de desenvolvedor de novos conceitos. 

A tecnologia VTOL, há muito, não é mais novidade e não tem sido a mais segura, mas a Lilium argumenta que sua solução é muito mais segura, limpa e socialmente mais “amiga”.

O jato Lilium é construído com materiais compósitos leves e potenciado por 36 ventiladores elétricos de empuxo vetorial montados nas asas e nas celes dianteiras para sua propulsão.

A Atomico foi fundada em Munich em 2015 pelos quatro sócios, todos engenheiros com doutorado pela Universidade Técnica de Munich.

Para eles, a tecnologia Lilium é de maior eficiência energética quando comparado à outros projetos VTOL, e terá um alcance em torno dos 300 km voando a 300km/h.

Estima-se, igualmente, que o custo de uma passagem será comparável à tarifa de um serviço de táxi compartilhado.

A Lilium vai realizar seu primeiro voo de ensaios em escala real no próximo ano, porém não tem previsão para a produção seriada do seu VTOL.

O investimento da Atomico permitirá a ampliação da atual equipe de 35 especialistas e engenheiros de produção.

Ernesto Klotzel

Publicado em 6 de Dezembro de 2016 às 10:16


Notícias VTOL Lilium Aviation