Descolorindo o 'vermelho'

Gol finaliza refinanciamento de R$ 1,2 bilhão de dívida de curto prazo

Companhia espera que balanço patrimonial seja fortalecido


Cabine do Boeing 737 MAX da GOL

Companhia irá divulgar os resultados financeiros do terceiro trimestre em novembro - Foto: Divulgação

A Gol Linhas Aéreas anunciou que finalizou o refinanciamento de sua dívida bancária de curto prazo num volume de R$ 1,2 bilhão, por meio da extensão de duas séries de debêntures de uma unidade operacional da companhia. 

A transação foi liderada pelos bancos UBS, Bradesco e Santander e representa a última etapa do programa de gerenciamento de passivos, o que, segundo a empresa, permitirá o retorno ao seu menor patamar de dívida bancária de curto prazo desde 2014, com um montante aproximado de R$ 500 milhões. 

Os recursos das debêntures serão utilizados integralmente para refinanciar a dívida de curto prazo e estender o prazo médio dos passivos para pouco mais de três anos. “Agora, comparativamente aos nossos pares, o balanço patrimonial da Gol está numa posição mais forte em termos de endividamento, o que entendemos ser uma vantagem competitiva no atual ambiente de mercado”, segundo o Diretor Vice-Presidente Financeiro, Richard Lark.

A companhia irá divulgar os resultados financeiros referentes ao terceiro trimestre de 2021 no próximo dia 9 de novembro.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 26 de Outubro de 2021 às 09:45


Notícias noticias noticias de aviação Gol Refinanciamento Dívida Balanço Prazo