Capital Aberto

Empresa de aviação particular nos EUA fará abertura de capital

Wheels Up espera captar aproximadamente US$ 2,1 bilhões na bolsa de Nova York


Cessna Citation da Wheels Up

Em apenas Wheels Up ampliou sua presença nos EUA e adquiriu quatro empresas de aviação

A norte-americana Wheels Up, uma das maiores empresas do setor de aviação executiva do mundo, em breve será uma empresa de capital aberto na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

A companhia anunciou um acordo definitivo com a empresa de propósito especial (SPAC) Aspirational Consumer Lifestyle e prevê captação de US$ 2,1 bilhões. A expectativa é concluir o processo no segundo trimestre. Em nota a Wheels Up anunciou que será negociada como “UP” na NYSE.

A negociação deverá proporcionar a Wheels Up US$ 750 milhões em dinheiro, que deverá apoiar novas iniciativas de negócios e ampliar projetos em andamento. A companhia fundada em 2013, em Nova York, adquiriu nos últimos anos quatro operadoras e empresas de serviços de aviação de negócios, incluindo a operadora charter Mountain Aviation.

A Aspirational é liderada por investidores experientes, com sócios com ampla negociação no segmento de private equity, permitindo maior gerenciamento do processo de abertura de capital da Wheels Up, além disso, a L. Catterton, a maior empresa global de private equity com foco no consumidor, será acionista minoritária.

A abertura de capital da empresa em 2021 segue um processo iniciado no ano passado, mesmo em meio as incertezas geradas pela pandemia. Uma das mudanças no segmento foi o surgimento ode novas oportunidades, especialmente entre executivos e empresas que não eram clientes da aviação de negócios. Com o cancelamentos de milhares de voos regulares, o uso de aviões particulares permitiu manter a conectividade entre destinos estratégicos para empresários de todo o mundo, especialmente dos Estados Unidos.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 2 de Fevereiro de 2021 às 15:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Wheels Up Citation IPO Bolsa Nova York NYSE aviação de negócios jatinho pandemia