Efeitos da crise

Delta pagará US$ 62 milhões para Latam referente a quatro A350

Empresa norte-americana desistiu de receber os aviões que estão em serviço no Brasil


Delta Air Lines não receberá os quatro A350-900 que estão atualmente na frota atual da Latam

A Delta Air Lines concordou em pagar uma rescisão contratual de US$ 62 milhões a Latam, após suspender a entrega de quatro Airbus A350-900 utilizados atualmente pela empresa sul-americana.

Contudo, as empresas mantiveram o acordo da Delta receber os dez A350 encomendados pela Latam, ampliando assim o pedido da empresa norte-americana para 32 aviões do modelo. A mudança envolvendo os dez A350 foi refletida na carteira de pedidos da Airbus em março.

LEIA TAMBÉM

O contrato foi revisado no dia 25 de maio, com a Latam entrando com o Chapter 11, nos Estados Unidos, no dia seguinte. O compromisso de joint venture entre as duas empresas continua, mas a Delta não participará do empréstimo emergencial negociado para a Latam.

Os dois acionistas principais da Latam, o Cueto Group e a Qatar Airways, se comprometeram a financiar U$ 900 milhões em debtor in possession, sistema da lei de recuperação judicial dos Estados Unidos onde uma empresa que apresentou uma petição de reestruturação permanece na posse de bens sobre os quais um credor possui garantia.

Ainda que tenha firmado um acordo para se tornar acionista da Latam, a Delta não participará desse processo, visto que as empresas aéreas norte-americanas que se beneficiam da Lei CARES, o socorro financeiro promovido pelo governo dos Estados Unidos, estão impedidas de comprar empresas estrangeiras sob certas condições.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 28 de Maio de 2020 às 17:15


Notícias notícia de aviação aeronave avião Delta Air Lines Latam Airbus A350 A350-900 Qatar Airways Cueto