Fazendo a lição de casa

Crise com o 737 força mudança na direção do FAA

Presidente Trump nomeia ex-diretor da Delta e piloto para o cargo de chefe da agência de aviação civil dos EUA


Após os problemas que motivaram a paralização da frota global de 737 MAX, o FAA (Federal Aviation Administration), agencia de aviação civil dos Estados Unidos, teve sua direção alterada pelo presidente Donald Trump.

Para o cargo de administrador geral foi nomeado Steve Dickson, ex-vice-presidente de operações de voo da Delta Air Lines. Durante sua carreira na aviação comercial Dickson foi responsável pela segurança e pelo desempenho operacional das operações de voo globais da Delta, bem como pelo treinamento de pilotos, recursos da tripulação e conformidade regulamentar. Além disso, foi piloto de linha aérea, tendo sido comandante de Airbus A320 e anteriormente voou nos Boeing 727, 737, 757 e 767.

A carreira de Dickson começou na força aérea dos Estados Unidos, onde foi piloto de caça F-15, após ter sido graduado com honras na Classe de 1979 da Academia da força aérea, além de ser graduado em direito pela Universidade do estado da Geórgia.

"Hoje, o presidente Donald Trump anunciou sua intenção de nomear Steve M. Dickson, da Geórgia, para ser o administrador da FAA por um período de cinco anos", informou a Casa Branca.

Se a nomeação for confirmada pelo Senado dos Estados Unidos, Dickson também atuará como presidente do Comitê de Serviços de Tráfego Aéreo no Departamento de Transportes.

Por: Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 20 de Março de 2019 às 14:00


Notícias Boeing 737 MAX FAA Trump Delta Airbus 727 757 767 A320