Propulsão limpa

Caravan se torna o maior avião elétrico da atualidade

Voo experimental utilizou um motor de 560kW que permite velocidade de até 180 km/h


Embora tenha alcance e velocidade limitados, novo eCaravan pode abrir caminho para avanço da tecnologia no curto prazo

O Grand Caravan 208B realizou o primeiro voo com motorização elétrica, com um sistema de propulsão 560kW (750 cavalos). Desenvolvido em parceria pela magniX, empresa focada na aviação elétrica, e a AeroTEC, uma empresa independente de testes, engenharia e certificação aeroespacial, o voo experimental ocorreu com sucesso, se tornando ainda o maior avião elétrico testado até o momento.

O voo ocorreu no aeroporto internacional do Condado de Grant, no estado de Washington, onde será conduzida a campanha de ensaios. A magniX espera certificar o novo propulsor até meados do último trimestre de 2021.

LEIA TAMBÉM

O Caravan recebeu o motor magni500 de 560kW, que permite o avião voar a uma velocidade de até 100 nós (182 km/h) com alcance de 160 km, mantendo a capacidade de transporte de 9 passageiros padrão do avião. Ainda que sejam números modestos quando comparados ao motor original, o eCaravan pode abrir o caminho para a evolução de novos propulsores de alto rendimento.

“Este primeiro voo do eCaravan é mais um passo no caminho para operar essas aeronaves de médio porte por um custo menor, com zero emissão de gás carbônico, a partir de aeroportos menores. Essas aeronaves comerciais elétricas permitirão a oferta de serviços de voo de pessoas e pacotes de uma maneira anteriormente impensável”, afirma Roei Ganzarski, CEO da magniX.

Este mesmo sistema também já foi implantado em um de Havilland Canada DHC-2 Beaver da Harbour Air, companhia canadense de voos regionais que opera hidroaviões, que planeja em um futuro próximo ser a primeira companhia do mundo a oferecer voos comerciais com aviões elétricos.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 29 de Maio de 2020 às 14:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Cessna Caravan eCaravan magniX motor elétrico aviação elétrica PT6