Mudanças de plano

Aerolíneas Argentinas desiste de vender seus jatos Embraer

Companhia agora planeja substituir seus atuais E190 por novos E195-E2


Aerolíneas Argentinas é uma das maiores operadoras globais do Embraer 190 e planeja adquirir família E2

A Aerolíneas Argentinas desiste de vender seus jatos Embraer. A companhia de bandeira argentina havia planejado se desfazer da sua frota de E-Jet, substituindo os modelos por aeronaves maiores e possivelmente alugadas.

No entanto, o novo presidente da Aerolíneas Argentinas classificou a proposta anterior como “loucura” e afirmou que o objetivo da atual direção é renovar a frota, inclusive com o E195-E2, que na visão do executivo é a melhor opção para o mercado argentino. “O objetivo seria renovar a frota com a nova linha E195-E2, que se adapta ao mercado argentino. Não faz sentido mudar de uma frota própria para uma alugada”, afirmou Pablo Ceriani, presidente da Aerolíneas Argentinas.

LEIA TAMBÉM

A companhia argentina detém atualmente 26 aeronaves E190, que chegaram a frota a partir de 2010, sendo operados pela subsidiária Austral Líneas Aéreas, especialmente em voo domésticos e internacionais de curto alcance.

“Isso é loucura (vender os E190), porque a frota de jatos Embraer é uma parte importante dos ativos da empresa. É um orgulho para a Aerolíneas ser uma das maiores operadoras da Embraer no mundo”, comentou o executivo.

A empresa emprega os atuais E190 em suas principais rotas domésticas, atendendo especialmente a mercados secundários, fundamentais para a malha da companhia aérea. “O Embraer 190 é uma aeronave muito versátil que permite operações que não podem ser feitas por uma aeronave maior”, completou.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Por Gabriel Benevides

Publicado em 8 de Janeiro de 2020 às 13:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Embraer E-175 E2 E-Jet E-Jet E2 aviação regional Aerolíneas Argentinas Argentina