Em pé de guerra

Ryanair acusa novamente a TAP de ter slots ociosos em Lisboa

Companhia cancelou 700 voos para a próxima temporada de inverno


Boeing 737 da Ryanair

Companhia opera voos para 30 destinos de Lisboa para vários pontos do continente europeu - Foto: Divulgação

A low-cost Ryanair cancelou 700 voos reservados para a próxima temporada de inverno na Europa, entre os meses de dezembro e janeiro, em Lisboa (LIS) e culpou a TAP Air Portugal por possuir slots de pousos e decolagens ociosos no local.

A companhia afirmou que a prática é anticompetitiva e impede a expansão de rotas na capital portuguesa. Nos últimos meses, a TAP reduziu em 20% sua frota, mas o número de slots em seu principal centro de operações (hub) permaneceu inalterado.

Estes voos cancelados prejudicarão a conectividade de Lisboa e a recuperação pós-Covid. O Governo português e a Comissão Europeia devem agora intervir para acabar com o "bloqueio de caça-níqueis" anticompetitivo da TAP, liberar a capacidade ociosa no aeroporto de Portela e abrir o Aeroporto de Montijo (com inauguração prevista para 2022) para permitir que as companhias aéreas cresçam”, segundo comunicado divulgado pela Ryanair.

Apesar desta decisão, a composição da base em LIS será mantida, na expectativa da liberação destes slots para a empresa, que atualmente opera voos dali para 30 destinos.

Procurada pelo AERO Magazine, a TAP Air Portugal não se manifestou sobre o caso.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 18 de Outubro de 2021 às 16:50


Notícias noticias noticias de aviação Ryanair TAP Lisboa Slots Portela Aeroporto