Nova geração russa

Rússia pretende substituir seus MiG-29 por caça de 5º geração

Intenção é criar aeronave monomotora de alta capacidade e empuxo vetorado


MiG-29

Rússia pretende substituir a frota da envelhecida de MiG-29 e Su-25 com novo caça de quinta geração

A Rússia avança no projeto de renovar sua já envelhecida frota de caças MiG-28 e Sukhoi Su-25, criando uma nova geração de aeronaves e motores. O primeiro grande projeto pós-União Soviética foi o Su-57, mas Moscou pretende criar um novo caça monomotor, capaz de rivalizar com os F-35 e com os chamados euro canards, incluindo o Gripen E, Rafale e Eurofighter.

O novo avião deverá compreender em um modelo de quinta geração e ter o peso máximo de decolagem (Mtow, na sigla em inglês) de até dezoito toneladas, velocidade máxima de aproximadamente Mach 2 e um motor com empuxo vetorado. A intenção é criar uma aeronave de elevado desempenho, com máxima manobrabilidade e possibilidade de operar em pistas curtas e não preparadas.

Segundo dados preliminares, a relação peso-potência deverá ser na ordem de 1 para 1, ou seja, para cada libra de peso, haverá ao menos uma libra força. Isso significa que o seu impulso será maior que o seu peso, resultado em mais aceleração, especialmente durante uma subida vertical.

Com apenas um caça furtivo até o momento, a Rússia possui a necessidade de avançar no desenvolvimento de novos vetores de combate, já que os seus maiores rivais, os Estados Unidos e nações europeias, além de possuir os caças F-22 e F-35, ainda contam com aeronaves de geração 4,5 com ampla capacidade de combate. Além disso, os Estados Unidos ainda têm a vantagem de poder exportar o F-35 e versões modernizadas do F-15, F/A-18 e F-16 para nações aliadas.

Para a Rússia, o desenvolvimento de um novo caça furtivo poderá atrair interesse de países aliados, como a China e países dentro da esfera política de Moscou, como a Síria, Bielorrússia, entre outros.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 7 de Junho de 2021 às 12:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação MiG-29 Su-25 F-35 F-22 F-16 Gripen Rússia USAF