Mais atrasos

Problemas no projeto fazem FAA adiar certificação do 777X

Maior avião da Boeing deverá sofrer atraso adicional de mais dois anos


Boeing 777-9 não começará a voar comercialmente antes de 2024

A Boeing enfrenta mais um problema em relação a certificação. A agência de aviação civil dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) expos preocupação em relação a maturidade do desempenho dos testes em voo com o 777-9.

A agência negou a permissão para que o projeto avance para a próxima fase da certificação, a Avaliação de Inspeção de Tipo (TIA), o que irá retardar a entrega de unidades do modelo.

Com isso, haverá a exigência de mais voos de teste, o que adiará o cronograma em aproximadamente dois anos. Um dos maiores atrasos registrados pela Boeing em todos os seus projetos.

“A aeronave ainda não está pronta. (...) Os dados técnicos necessários para a certificação de tipo não chegaram a um ponto em que pareça que o projeto da aeronave esteja maduro e que pode se esperar que atenda aos regulamentos aplicáveis”, disse Ian Won, Gerente Regulatório da FAA.

Um incidente que aconteceu em 8 de dezembro de 2020 também foi citado na carta. A aeronave sofreu um “evento de arfagem não comandado” em um voo, ou seja, movimentava o nariz para cima ou para baixo sem comandos do piloto. Além disso, o Common Core System (CCS), considerado o cérebro do avião, possuí dados incompletos e não foi concluída as verificações preliminares de segurança.

Com o alerta da FAA, a primeiras entregas do 777-9 poderão acontecer somente em 2024, o que ratifica a declaração dada em maio pelo CEO da Emirates, Tim Clark, que expôs preocupação com a transparência sobre o projeto. A companhia árabe é a maior cliente do modelo, com mais de 120 pedidos ativos. 

Durante uma entrevista, em novembro de 2019, Clark declarou querer o máximo de informações sobre a certificação do avião. "Quero que uma aeronave passe pelo inferno na Terra, basicamente, para garantir que tudo funcione", disse. A Emirates também tem declarado que, caso haja atraso ou inconformidade no projeto, poderá cancelar parte ou todos os pedidos.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 28 de Junho de 2021 às 11:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 777X 777-9 FAA certificação Emirates TIm Clark