Voos diretos

Aeroporto executivo privado terá operações internacionais

Catarina recebeu mudança para categoria internacional da Anac


Aeroporto São Paulo Catarina

Aeroporto Catarina, localizado em São Roque, se tornou o primeiro terminal privado a ter operacão internacional

O aeroporto Catarina, focado na aviação executiva, recebeu da Anac, pelas mãos do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a autorização para operar voos internacionais.

O terminal passa a ser denominado São Paulo Catarina Aeroporto Executivo Internacional, recebendo agora instalações da Polícia Federal, Receita Federal, Anvisa e Vigiagro.

A cerimônia de internacionalização, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (24), tornou o aeroporto o primeiro totalmente privado do Brasil a operar como aeródromo público sob o regime de autorização, com a permissão para realizar pousos de aeronaves vindas de outros países e decolagens para fora do Brasil.

Ainda que tenha recebido a designação internacional da Anac, o São Paulo Catarina vai iniciar o processo de operacionalização de voos internacionais, permitindo os clientes realizem chegadas e partidas internacionais no mesmo aeroporto em que o avião tem sua base, reduzindo custos e tempo de deslocamento para outros terminais.

A autorização ocorreu na sequência do anuncio que Congonhas também terá operação internacional, voltado exclusivamente para a aviação de negócios. O objetivo é tornar mais competitiva a atratividade da região metropolitana de São Paulo para negócios, especialmente com investidores internacionais. Além disso, deverá ampliar a competitividade de entre os aeroportos concessionados e privados.

Atualmente o São Paulo Catarina se destaca por contar com uma pista de 2470 metros de extensão e tem capacidade para 200 mil pousos e decolagens por ano com a infraestrutura necessária para receber jatos intercontinentais como os modelos Global 7500 e 8000 da Bombardier, Falcon 6X, 8X e 10X da Dassault Falcon Jet, Legacy 650 e Lineage da Embraer e G650 e G700 da Gulfstream.

O São Paulo Catarina foi inaugurado em dezembro de 2019, após seis anos de obras, e atingiu a plena de capacidade dos seus hangares já no seu primeiro ano de operação, mesmo diante dos desafios causados pela pandemia.

Segundo os gestores do aeroporto, o plano de expansão foi antecipado em cerca de um ano elevando a capacidade para 16.000 m² distribuídos em cinco hangares e mais de 39.000 m² de pátio.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 24 de Junho de 2021 às 22:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Catarina Aeroporto aeroporto Gulfstream Bombardier Dassault Embraer Congonhas