Justa homenagem

Principal unidade da Embraer é batizada em homenagem ao Ozires Silva

Pioneira planta industrial de São José dos Campos recebe o nome do aviador responsável pela consolidação da empresa


Mural da Embraer em homenagem ao Ozires Silva

A pintura e criação do painel contou com a dedicação dos funcionários da Embraer: Clodoaldo Quintana, Diego dos Santos Costa, Luiz Roberto Tenório de Almeida e Moises dos Santos Costa

A Embraer anunciou hoje (23) que a unidade de São José dos Campos, sua primeira da planta industrial, foi rebatizada como Unidade Ozires Silva, em homenagem ao líder do grupo responsável pela criação da empresa em 1969.

Por restrições sanitárias o evento foi virtual, mas apresentou também um mural artístico de 115 m² pintado na parte externa de um dos principais hangares da Embraer, onde é realizado inclusive as cerimonias oficiais de entregas de aeronaves.

A obra de arte em 3D tem 11,5 metros de altura por 10 metros de comprimento, destacando a imagem do Ozires Silva e o avião Bandeirante, o avião pioneiro que levou a criação da Embraer.

“É uma honra anunciar a decisão de nomear o nosso histórico complexo industrial para ‘Unidade Ozires Silva’ e transformar a paisagem do local com um imenso mural artístico de grandeza proporcional ao feito do líder que sonhou e realizou um dos mais ambiciosos projetos tecnológicos do Brasil”, disse Francisco Gomes Neto, CEO da Embraer.

A Embraer destacou que a criação e execução da arte do painel, com elevado grau de realismo, foi da equipe da cabine de pintura de aeronaves, internacionalmente reconhecida pelas pinturas que ostentam os aviões, especialmente os protótipos, da empresa.

A Unidade Ozires Silva iniciou operação no dia 2 de janeiro de 1970, sendo por várias décadas o principal complexo industrial da Embraer, onde foram projetados, construídos e entregues os lendários Bandeirante, Xingu, Brasília, Tucano, AMX, a família ERJ-145 e todos os jatos executivos. Atualmente, concentra principalmente as atividades de desenvolvimento, fabricação e suporte dos jatos comerciais da família E-Jets E1 e E2.

Além disso, a unidade ainda montou os Xavante, sob licença da italiana Aermacchi, e o avião agrícola Ipanema.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 23 de Abril de 2021 às 15:45


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Embraer Ozires Silva ERJ 145 Xavante AMX Bandeirante Praetor Legacy jatinho