Por tempo indeterminado

Pilotos e comissários decretam greve nacional

Grevistas pedem reajuste salarial e afirmam que empresas aéreas foram intransigentes nas negociações para renovação da convenção coletiva


Terminal 1 do aeroporto de Guarulhos

50% dos profissionais irão parar por dia, segundo sindicato. | Foto: Divulgação.

Em assembleia realizada nesta quarta-feira (24), foi decidido que pilotos e comissários entrarão em greve por tempo indeterminado em todo o Brasil, a partir da zero hora da próxima segunda-feira (29).

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), o motivo da paralisação é o que os líderes chamam de ‘intransigência das companhias aéreas nas negociações da renovação da Convenção Coletiva de Trabalho’. As empresas teriam negado a garantia da manutenção das cláusulas atuais da convenção em caso de um novo acordo não ter sido fechado até a data-base, em 1.º de dezembro.

A categoria reivindica reajuste salarial para repor as perdas da inflação nos últimos dois anos, tendo como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (Inpc) do Ibge. A paralisação atingirá 50% dos profissionais por dia.

É importante destacar que as próprias empresas apontam em seus informes ao mercado, assim como também demonstram notícias publicadas na imprensa, que o setor aéreo não só vem se recuperando aceleradamente como projeta para o futuro próximo um crescimento que não condiz com a intransigência de impor um achatamento salarial de toda uma categoria”, segundo nota do SNA.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 24 de Novembro de 2021 às 16:15


Notícias noticias noticias de aviação Aeronautas Greve Tripulantes Sindicato Pilotos Comissários