VR

Na KLM os Pilotos dos aviões da Embraer vão receber treinamento virtual

Sistema baseado no conceito de Realidade Virtual deverá ampliar conhecimentos e reduzir custos


Pilotos da família de jatos da Embraer na KLM serão treinados em ambiente de realidade virtual

Os pilotos dos Embraer 175 e 190 da KLM deverão receber um novo treinamento inicial, baseado em Realidade Virtual (VR, na sigla em inglês). A empresa holandesa desenvolveu um novo curso para empregar tecnologia de ponta para facilitar o aprendizado e reduzir custos.

O novo modelo estará em vigor a partir do próximo dia 5 de novembro, para os pilotos da KLM Cityhopper (KLC), divisão regional que atende ao mercado europeu, voando para pequenas e médias cidades.

A KLM desenvolveu a nova plataforma de ensino com sua equipe de especialistas em treinamento e consiste em três aplicações distintas, que serão parte do curso de classificação de tipos, no qual pilotos aprendem as características específicas do tipo de aeronave que voarão.  Esses cursos serão adicionais ao treinamento normal de pilotos.

"A realidade virtual torna o treinamento facilmente acessível. É sob demanda e independente do local, pilotos não precisam estar em sala de aula ou simulador em um determinado momento. Além disso, convida-os a explorar, algo que podem fazer com segurança em um ambiente virtual", afirma Sebastian Gerkens, instrutor sênior da Embraer na KLM Cityhopper. "A realidade virtual permite que pilotos se familiarizem com o cockpit com antecedência, para que façam um uso mais eficaz do tempo do simulador", conclui.

Uma das virtudes do uso de VR é permitir os pilotos se familiarizarem com a cabine e recursos de cada avião, substituindo o modelo atual que utiliza um cockpit impresso. O modelo em cartão possibilita os aviadores se adaptarem com a posição dos sistemas, criando um ambiente de memorização importante para a operação. A realidade virtual amplia essa capacidade e torna mais realista o aprendizado.

A nova abordagem de treinamento também gerará economia de custos, entre outras coisas, porque reduz o número de fornecedores externos e torna a programação de voo de pilotos mais flexível.

Serão três modelos de VR aplicados pela KLM para os pilotos dos Embraer E-Jet.

  • Cockpit virtual - o piloto está localizado no cockpit, que consiste em uma imagem interativa gerada por computador, e pode operar e ler os vários botões e medidores e testar a si mesmo.
  • Vídeo instrutivo - o piloto pode assistir o que acontece na cabine durante um voo real em um filme de 360 graus.
  • Reconhecimento e checagem da aeronave - o piloto pode andar pelo avião e ao redor do mesmo graças a imagens estáticas de 360 graus.

"Essas também são as três maneiras diferentes de capturar conteúdo usado para criar aplicativos de realidade virtual", explica Werner Soeteman, gerente do Centro de Excelência em realidade virtual da KLM IT. "O cockpit virtual interativo foi criado inteiramente por nossa equipe de desenvolvedores de realidade virtual e designers 3D. Para produzir o vídeo e as fotos de 360 graus, um de nossos engenheiros sentou-se na cabine operando com uma câmera avançada de 360 graus durante o voo, em estreita cooperação com os pilotos KLM Cityhopper. Nossos desenvolvedores não têm a menor ideia de como funciona um Embraer, embora eles certamente tenham aprendido muito", complementa.

Em nota a KLM afirmou que vem pesquisando o que a realidade virtual pode significar para o treinamento de funcionários há algum tempo. A tecnologia já está, por exemplo, sendo usado pela KLM para o treinamento de engenheiros de manutenção e tripulantes de cabine da KLC.

  • Se inscreva no canal da AERO Magazine no YouTube clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 29 de Outubro de 2020 às 16:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Embraer E-Jet E190 E175 KLM Europa VR Realidade Virtual treinamento de piloto piloto simulado