Movimentação estratégica

MAP Linhas Aéreas é vendida para a Gol por R$ 28 milhões

Negócio permitirá a empresa ampliar em 10% sua presença no aeroporto de Congonhas


Boeing 737 MAX 8 da Gol

Gol espera ampliar sua presença nos aeroportos de Congonhas e Manaus

A Gol anunciou na noite desta terça-feira (8), a formalização de um acordo para a aquisição da MAP Linhas Aéreas, no valor de R$ 28 milhões.

A MAP, uma empresa aérea regional com sede em Manaus, completou dez anos de operações no último dia 18 de maio e tem foco principal nos estados do Amazonas e Para, onde opera catorze destinos.

A frota é composta atualmente por sete aviões da família ATR, voando rotas locais na região Norte e voos para destinos no Sul e Sudeste, incluindo o aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

O anuncio permitirá a empresa ampliar sua estratégia de slots em Congonhas e atender novos destinos regionais na região Norte, que tem ampliado a participação na demanda aérea nacional.

“A companha está investindo ainda mais no mercado de transporte aéreo regional com destaque para a região Amazônica, apoiando o desenvolvimento econômico local e fortalecendo as nossas operações no aeroporto de Congonhas”, disse Paulo Kakinoff, presidente da Gol.

A consolidação permitirá a Gol reforçar o posicionamento nos aeroportos de Manaus e Congonhas, considerados estratégicos para a empresa. Apenas no aeroporto paulistano haverá um crescimento de aproximadamente 10%, por meio da adição de 26 voos diários.

Em contrapartida a Gol assumirá até R$100 milhões de compromissos financeiros da MAP. A conclusão da transação dependerá do crivo da Anac e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O acordo ocorre menos de dois anos após a VoePass adquirir a totalidade do controle da MAP, realizado em agosto de 2019. Na ocasião, a VoePass informou que havia finalizado o processo de aquisição de 100% do controle societário da rival.

“Esta aquisição é um passo importante da nossa estratégia de expansão de malha e capacidade, à medida que buscamos revitalizar a demanda por viagens aéreas de lazer e a negócios”, destacou Kakinoff. “Acreditamos que a aquisição da MAP seja, nesse momento, a única oportunidade viável de consolidação racional no mercado de aviação brasileiro”.

O movimento ocorre menos de um mês antes da Itapemirim iniciar suas operações regulares. Ainda que evite comentar seus planos futuros, analistas apontam que qualquer movimento de crescimento da nova empresa passará por contar com voos em Congonhas, algo que poderá ser realizado através da compra de alguma empresa aérea com slots no terminal paulista.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Por Marcel Cardoso

Publicado em 8 de Junho de 2021 às 22:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Gol MAP Congonhas ATR Manaus Itapemirim