Duas semanas depois da Alitalia

Mais uma companhia aérea encerra atividades na Itália

Blue Panorama não resistiu aos efeitos da pandemia


Aeronave da Blue Panorama

Esta é a segunda companhia aérea que é extinta em menos de 15 dias na Itália - Foto: Divulgação

A Autoridade Nacional de Aviação Civil da Itália (Enac) anunciou que a Blue Panorama encerrou oficialmente suas atividades, nesta quinta-feira (28), depois de quase 23 anos, devido aos efeitos da pandemia de covid-19 nas suas finanças.

A companhia aérea fazia voos de fretamento para vários destinos internacionais e era baseada nos aeroportos internacionais de Roma (FCO) e de Milão (MXP). Seus proprietários eram a empresa Distal & Itr Group (66,6%), que atua na área do turismo, e o empresário Franco Pecci (33.4%), que era o CEO.

Sua frota era composta de 14 aeronaves, sendo dez de fuselagem estreita (narrowbodies), predominantemente de variantes do Boeing 737, três de fuselagem larga (widebodies), sendo dois Airbus A330-200 e um Boeing 767-300ER, além de um Piaggio P-180 Avanti.

Esta é a segunda empresa aérea que é extinta em menos de 15 dias. No último dia 14, a Alitalia encerrou suas atividades depois de 75 anos, após atravessar uma longa crise financeira, acentuada pela pandemia.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 28 de Outubro de 2021 às 19:00


Notícias noticias noticias de aviação Blue Panorama Itália Companhia Charter Fretamento