F-35

Mais um atraso do caça norte-americano F-35

Os testes de voo deverão continuar até maio de 2018


Apenas uma semana depois de o presidente eleito Donald Trump ter considerado o Lockheed Martin F-35 como "fora de controle", o Pentágono revelou que está se preparando para um atraso de até sete meses no programa de desenvolvimento do novo caça, projetando um aumento de custos de US$ 530 milhões. 

A secretária de Defesa, Ash Carter, ordenou ao Escritório de Programas Conjuntos (JPO) F-35 que se prepare para continuar os testes de voo até maio de 2018, o que seria um atraso de sete meses desde a data esperada de 31 de outubro de 2017, afirmou ontem o general Christopher Bogdan. No entanto, Bogdan insistiu em que a fase de Desenvolvimento e Demonstração de Sistemas (SDD) do F-35 será concluída meses antes desse prazo, até o final de fevereiro de 2018.

Santiago Oliver

Publicado em 20 de Dezembro de 2016 às 12:04


Notícias Lockheed Martin F-35