Negócio envolve mais de 60 aeronaves

Maior operador de jatos Embraer nos EUA pode trocar aviões brasileiros por canadenses

CSeries apresenta o novo CS300 a jetBlue que poderá encomendar até 60 aviões


O CSeries, empresa hoje controlada pela a Airbus, enviou para o aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, um dos demonstradores do CS300. O objetivo era apresentar o avião à jetBlue, que estuda a renovação da frota de Embraer 190, em uso há uma década.

A movimentação da empresa canadense ocorre semanas após a Embraer também apresentar à jetBlue o novo E190-E2, que disputa a possível renovação da frota regional da empresa norte-americana.

Frota de E190 é de 60 aviões

Falando durante a JP Morgan Aviation, Transportation ans Instruials Conference, o diretor financeiro da jetBlue, Steve Priest, afirmou que é uma opção manter a frota atual de Embraer 190, que é “uma ótima aeronave para nós, especialmente no mercado de Boston”. Embora o E190 tenha um custo operacional relativamente alto, o modelo ainda é atraente em rotas de curta distância e média capacidade.

Além disso, pesa contra a atual geração do E190 seu custo de manutenção, devido à idade próxima aos dez anos da maior parte dos aviões. Porém, a empresa estuda manter a parceria com a Embraer, encomendando os novos E2, recém-certificados.

A favor está a similaridade operacional, com tripulantes sendo aptos a voar a nova geração em apenas dois dias de treinamento. Os mecânicos necessitam de pouco mais de uma semana para estarem habilitados na nova geração do avião brasileiro.

Todavia, a Air Canada, em 2016, optou por encomendar os CS300 para substituir a frota de Embraer 190 em uso. De acordo com a companhia canadense, os CS300 são até 12% mais econômicos que os E190.

Atualmente, pesa na decisão da jetBlue o fato da Airbus ter adquirido 51,01% do programa CSeries e a Boeing negociar a compra da Embraer. A movimentação altera de forma considerável a relação entre fabricantes e empresas aéreas, assim como cartas de crédito.

A jetBlue deve tomar a decisão de que modelo adotar ainda em 2018.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 20 de Março de 2018 às 16:30


Notícias Embraer CSeries Bombardier Airbus Boeing jetBlue CS300 E190 E190-E2 E-Jet