Vestindo uniforme civil

Indonésia pode adquirir A400M para uso civil

País asiático espera equilibrar balança comercial e solucionar problema logístico


A trading estatal Indonesia Trading Company (ITC) propôs operar dois aviões de transporte tático Airbus A400M, para ajudar a equilibrar as transações domésticas na Indonésia. A força aérea do país asiático estaria disposta a fornecer as tripulações para apoiar a estratégia.

As aeronaves seriam utilizadas para transporte de produtos entre a parte ocidental e oriental da Indonésia, reduzindo a disparidade de preços entre as duas regiões mais distantes do amplo arquipélago. Com um programa complexo do ponto de vista técnico quanto financeiro, a Airbus Defence&Space acredita que a Indonésia possa ser um mercado potencial para o A400M, mantendo um relacionamento próximo com a Indonesian Aerospace, a empresa de aeronáutica local. Em março de 2017, a Airbus assinou uma carta de intenção com uma empresa indonésia relativa à possível compra do A400M.

Uma das críticas ao processo é Indonésia adquirir um dos mais sofisticados e caros cargueiros militares, com capacidade similar ao C-17 Globemaster III, para emprego civil. Atualmente o preço do A400M é de US$ 187 milhões, ante pouco mais de US$ 1,8 milhão de um 747-200 ou US$ 24 milhões do 747-400. Além disso, o valor seria suficiente para adquirir uma frota de Boeing 757F ou 737-400F, que possuem custo operacional menor, assim como ampla disponibilidade de pilotos e técnicos no mercado.

A Airbus enfrenta a resistência de países sócios do projeto para manter grande parte das encomendas. O constante corte no orçamento militar tem levado os países europeus a reverem suas necessidades. A venda de versões civis pode ser um novo caminho para o A400M, que poderia receber ao menos uma centena de pedidos ao longo dos próximos anos.

Por Ernesto Klotzel

Publicado em 13 de Março de 2018 às 17:41


Notícias Airbus A400M