Salve os corais

Único A380 utilizado em voos fretados será aposentado até o final do ano

Operação charter da Hi Fly encontrou na pandemia forte obstáculo para viabilidade do modelo na frota


Portuguesa Hi Fly foi a primeira e única empresa a operar com um A380 usado e focado em voos fretados

Diante da crise do coronavírus a Hi Fly, empresa especializada em fretamentos, que irá se desfazer do seu único Airbus A380. Após quase três anos de operações bem-sucedida o modelo se tornou pouco atraente diante do cenário de viagens de lazer projetado para os próximos anos.

A companhia portuguesa optou por não estender o período de arrendamento inicial acordado, principalmente por conta da baixa demanda que acabou afetando diretamente aeronaves de grande porte, a exemplo do Airbus A380, A340 e Boeing 747.

Ainda assim, a Hi Fly por quase três anos pertenceu ao seleto clube das quinze companhias aéreas que já operaram o A380, a maior aeronave comercial de todos os tempos. O uso do Super Jumbo por uma operadora de voos fretados parecia ser a resposta para uma sobrevida aos primeiros A380 aposentados por empresas aéreas.

Havia uma expectativa que sua elevada capacidade, somado ao arrendamento com condições favoráveis, pudessem determinar um novo mercado para o A380 antes da pandemia. Contudo, tal fato que acabou não se concretizando pela baixa procura  para o aluguel da aeronave, que exigia grandes volumes de viagens de lazer, potencializado agora com o efeito dominó ocasionado pela covid-19.

A pandemia acabou por interromper de maneira prematura a presença do A380 nas frotas de seus principais operadores, como a Air France. A aposentadoria do Super Jumbo da Airbus na Air France teve grande valor simbólico, visto que a sede do fabricante europeu fica na França.

Lado direito do A380 da Hi Fly apresenta um oceano morto, após destruição dos corais

O icônico A380 da Hi Fly, matriculado como 9H-MIP, ostenta uma criativa pintura especial como o tema “Salve os Recifes de Corais”, levantando uma causa que visa conscientizar a população global dos problemas ambientais acerca da quantidade de resíduos plásticos e lixos descartados indevidamente sobre o mar. Um dos lados do avião mostra os recifes saudáveis e a vida marinha ao seu redor, enquanto o outro lado da fuselagem apresenta um oceano escuro e morto.

Para as próximas semanas, o solitário A380 da Hi Fly será substituído por unidades adicionais do A330, aeronave menor e mais adequada para as atuais condições do mercado. A substituição do quadrijato mais icônico da Airbus deverá ser seguida por diversas empresas aéreas do mundo. A Emirates Airline, maior operadora do A380, aposentou seu primeiro avião, dando início a uma renovação da frota, sem contar com ampliação no número de aeronaves.

  • Se inscreva no canal da AERO Magazine no YouTube clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 4 de Novembro de 2020 às 14:30


Notícias notícias de aviação aeronave avião Airbus A380 747 Boeing A330 A330 Hi Fly Air France Emirates Airline covid-19 pandemia