Encomenda expressa

FedEx deverá iniciar voos com o SkyCourier em 2022

Novo biturbo-hélice da Cessna deverá ampliar acesso aos aeroportos regionais de baixa capacidade


Cessna está realizando os voos de certificação do SkyCourier desde 2020

A FedEx não deverá mais iniciar os voos com o novo Cessna SkyCourier em 2021. A empresa espera agora colocar o modelo em operação no próximo ano.

O avião permitirá a FedEx ampliar sua capacidade logística, com um avião de baixa capacidade e capaz de operar em aeroportos restritos em todo o território dos Estados Unidos. Com o aumento da demanda por carga expressa, especialmente gerada pelo comércio eletrônico, o uso de aviões capazes de operar em aeroportos regionais se tornou fundamental para reduzir o tempo de entrega de pacotes.

O biturbo-hélice de asa alta foi desenvolvido pela Cessna para aproveitar o máximo de sua capacidade interna, podendo inclusive levar três contêineres padrão LD3, compatíveis como aeronaves comerciais de maior porte. O avião tem uma carga máxima paga (payload) de 2.722 kg, ideal para atender a demanda de encomendas expressas.

A FedEx possui um pedido firme para 50 aviões, que devem completar e renovar a frota atual de turbo-hélices.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 27 de Janeiro de 2021 às 17:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Cessna Textron SkyCourier FedEx comércio eletrônico