Agora com suporte pós-venda

Fabricante de helicópteros russa solicita certificação de modelo no Brasil

Russian Helicopters espera aproveitar retomada do crescimento do mercado nacional para promover o Mi-17A


A previsão de analistas de um aumento de até 20% na demanda global por helicópteros nos próximos cinco a dez anos e o tamanho do mercado brasileiro - 37% da frota de todo o continente americano - levaram a holding Russian Helicopters a acelerar seus projetos de expansão no Brasil.

A empresa russa entregou à Anac a documentação técnica e operacional do helicóptero Mi-17A2, que segundo o fabricante, desde 2000, foram 16 helicópteros de diferentes modelos para o Brasil. Como parte do conglomerado Rostec, a Russian Helicopters vem buscando ampliar sua presença em países com pouca tradição da aviação russa.

Segundo Anatoli Serdiukov, diretor do cluster de aviação da Rostec, o Brasil tem alta procura  por helicópteros multifunção de porte médio, que faz parte o modelo que trazemos para o mercado local e para o qual busca a certificação. “O Mi-171A2 oferece uma gama alta que é importante para um país onde os helicópteros operam ativamente em áreas remotas”. Outro ponto destacado é a busca por estabelecer centros de suporte e pós-venda, algo duramente criticado por especialistas em relação as aeronaves russas. “Ao mesmo tempo, no âmbito de parceria internacional, pretendemos desenvolver o serviço pós-venda, que garante o máximo de recursos operacionais e que é uma condição necessária para a segurança de voo”.

Caso as perspectivas de crescimento econômico da América Latina se confirmem, a expectativa é de que haja um aumento de até 15% na participação do continente no mercado de helicópteros, com capacidade de demanda em dez anos estimada entre 1.500 e 1.650 novas aeronaves. A tendência a uma recuperação do setor de óleo e gás no Brasil é visto com otimismo pelos russos, que estimam aumento anual de demanda de 2 a 4 aeronaves, em período de 2 a 3 anos. Especialmente, levando-se em conta a experiência positiva com os modelos Mi-171A1 no clima quente e úmido do país, e como as características operacionais e de vôo do Mi-171A2.

Por: Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 18 de Março de 2019 às 16:00


Notícias Russian Helicopters Rostec Mi-17