Conforto vs preço

Versão de maior capacidade do 737 MAX é certificada nos EUA

Novo 737 MAX 200 terá capacidade para até 197 assentos e será operado inicialmente pela Ryanair


Ryanair vai utilizar a versão de maior capacidade do 737 MAX em rotas de alta demanda

Conforme previsto anteriormente, a FAA, a agência de aviação civil dos Estados Unidos, aprovou a certificação do 737 MAX 200, variante com maior capacidade de passageiros do 737 MAX 8.

A certificação era prevista para ocorrer até abril, visto que haviam pontos em comum com o 737 MAX 8, mas que ainda assim exigiam uma revisão do projeto. Entre as principais mudanças está a instalação de novas saídas de emergências, reposicionamento da galley traseira e instalação de novas fileiras de assentos.

Outra característica do 737 MAX 200 é seu projeto ter sido finalizado durante a fase que a família 737 MAX estava proibida de voar. Com isso, a aeronave recebeu as melhorias implementadas durante a revisão do programa.

A irlandesa Ryanair, maior companhia aérea de baixo custo da Europa, realizou 210 pedidos para o 737 MAX 200, que serão configurados com quase duzentos assentos em classe única. Ainda que tenha o mínimo de distanciamento entre fileiras, sem opção de reclinar a poltrona, o objetivo é atender rotas de alta densidade e de curta duração. A companhia espera receber as oito aeronaves em abril, iniciando a operação com o modelo em meados de maio.

O 737 MAX 200 tem capacidade para 197 passageiros em classe única e foi lançado em setembro de 2014. O foco do modelo é atender empresas aéreas de baixo custo ou mercados de grande capacidade, como rotas entre pares de cidade com elevada demanda.

Por Marcel Carodoso

Publicado em 2 de Abril de 2021 às 15:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 737 737 MAX Ryanair FAA 737 MAX 200