Custa caro, mas faz (quase) tudo

Militares dos Estados Unidos recebem o V-22 Osprey de número 400

Aeronave tiltrotor une capacidade de decolagem e pouso vertical dos helicópteros com velocidade e alcance de aviões turbo-hélices


V-22 Osprey atinge a marca de 400 aeronaves entregues, sendo utilizado pelas principais unidades militares dos EUA

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

A equipe V-22 da Bell e da Boeing entregou recentemente a aeronave número 400 para os militares dos Estados Unidos. O modelo é um CV-22, destinado ao Comando de Operações Especiais da força aérea.

O primeiro V-22 foi entregue em 24 de maio de 1999, após um longo período de desenvolvimento. Atualmente o contrato de compra e venda do modelo está na fase plurianual III, avaliado em US$5 bilhões e prevê entregas até 2024, incluindo variantes para os fuzileiros navais, força aérea e a marinha dos Estados Unidos, além do primeiro cliente internacional, o Japão.

LEIA TAMBÉM

Osprey assumiu uma vasta gama de missões, desde incursões até resgate humanitário em regiões de risco

“Gostaríamos de agradecer a todos que fizeram do V-22 um sucesso por seu trabalho duro, assim como a dedicação das pessoas que operam o Osprey”, disse Shane Openshaw, vice-presidente de Programas Tiltrotor e vice-diretor da equipe Bell Boeing.

Conhecido como tiltrotor, o conceito adotado pelo V-22 mescla a capacidade de decolar, pairar e aterrissar como um helicóptero, com a velocidade de cruzeiro e autonomia de um avião turbo-hélice.

A variante CV-22 é voltada para missões especiais, incluindo infiltração, extração e reabastecimento. Missões que para a maioria dos helicópteros convencionais são atividades são bastante limitadas, muitas vezes atendendo um requisito e sendo deficiente em outro.

O conceito tiltrotor une a capacidade de decolagem e pouso vertical com a velocidade de um turbo-hélice em voo de cruzeiro

 

A variante do corpo de fuzileiros navais dos Estados Unidos, o MV-22B, fornece o transporte seguro de tropas, suprimentos e equipamentos para missões de assalto, assim como suporte logístico para a frota. A variante da marinha, designado como CMV-22B, é o substituto do C-2A Greyhound para missão de entrega a bordo dos navios da força.

Desde que se tornou operacional em 2007, a família V-22 assumiu uma variedade de funções de combate, operações especiais e até mesmo humanitárias. A aeronave acumulou mais de 500.000 horas de voo, demonstrando a sua eficácia para o combate.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 15 de Junho de 2020 às 14:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing Bell V-22 Osprey CV-22 US Navy USAF US Army Japão helicóptero turbo-hélice tiltrotor