Governo ilegitimo

EUA multam a Copa Airlines por voar para a Venezuela

Autorizações de voo emitidas pelo governo norte-americano restringem operações para países considerados hostis pela Casa Branca


Copa deverá pagar uma multa de quase meio milhão de dólares por infringir restrições do governo dos Estados Unidos

O Departamento de Transportes (DoT) dos Estados Unidos, aplicou uma multa de US$ 450.000 na panamenha Copa Airlines por ter voado ilegalmente para a Venezuela, país que sofre severas restrições por parte do governo norta-americano.

Todavia, os voos entre os dois países não são permitidos pelas autoridades, com Washington tendo proibido, em maio do ano passado, todas as conexões com a Venezuela sob alegação de segurança nacional.

LEIA TAMBÉM

O DoT afirma que a Copa Airlines estaria realizando voos com escala no Panamá entre os dois países, burlando assim a restrição imposta. Segundo uma auditoria interna, governo constatou que no primeiro mês após proibição a Copa teria vendido mais de 5.000 passagens entre os Estados Unidos e Venezuela, transportando mais de 15.000 pessoas.

A agência aponta que as licenças para que qualquer empresa aérea possa operar voos para os Estados Unidos exigem que seja respeitado as restrições existentes em relação as regras de transporte de passageiros ou carga, com origem e destino aos países que sofrem embargos ou sanções por parte do governo norte-americano.

As medidas contra o governo de Caracas foram ordenadas pelo presidente Donald Trump, que tem endurecido as relações com o país sul-americano como retaliação ao modo que Nicolás Maduro tem governado a Venezuela, cujo seu governo não é reconhecido pela Casa Branca e grande parte dos venezuelanos.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Gabriel Benevides

Publicado em 19 de Junho de 2020 às 13:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 737 Venezuela Caracas DoT Estados Unidos Copa Airlines Trump