Concentração de mercado

EUA entram com ação antitruste contra American Airlines e JetBlue

Motivo seria prejuízo à concorrência em dois grandes mercados


Logos da American Airlines e JetBlue

Empresas se defenderam, alegando que parceria ampliou concorrência - Foto: Divulgação

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) entrou com uma ação antitruste contra a American Airlines e a JetBlue, alegando que a joint venture entre as duas empresas teria criado uma ‘fusão de fato’ nos mercados de Nova York e Boston, prejudicando a livre concorrência e, por fim, os passageiros.

Pelo menos sete Estados americanos ratificaram o processo, incluindo Flórida e Califórnia. As partes alegam que o acordo, anunciado em julho de 2020, reduziu incentivos para que ambas competissem nos mercados das duas regiões, fazendo que as tarifas ficassem mais caras.

Em nota, o CEO da American, Doug Parker, disse que “em apenas alguns meses, a Aliança do Nordeste cumpriu sua promessa de garantir o crescimento e proporcionar benefícios claros aos consumidores em Nova York e Boston” e que “isso não é uma fusão: a American e a JetBlue são – e permanecerão – companhias aéreas independentes”.

Esperávamos que este plano para introduzir uma nova concorrência no mercado recebesse uma recepção calorosa tanto do Departamento de Transportes (DOT) quanto do DOJ. (...) Ele e alguns estados, no entanto, não têm sido receptivos. O DOJ acredita que a influência americana trará um fim ao ‘Efeito JetBlue, segundo o CEO da companhia, Robin Hayes.

Esta ação é o resultado de uma promessa de governo de Joe Biden, que pretende usar o judiciário contra grandes fusões que possam prejudicar a concorrência, ainda mais em um momento que há uma recuperação da demanda por viagens no país.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 22 de Setembro de 2021 às 09:15


Notícias noticias noticias de aviação American Jetblue Ação Antitruste EUA Governo Justiça