O sucesso do chifre da África

Empresa aérea da Etiópia pode socorrer rival sul-africana da falência

Ethiopian Airlines se consolida como principal empresa na África e pode adquirir controle da South African Airways


Ethiopian Airlines se consolida como a mais bem estruturada companhia aérea na África

A etíope Ethiopian Airlines estuda adquirir parte ou mesmo todo o controle da South African Airways (SAA). A empresa sul-africana não obtém lucro desde 2011. atrasou a liberação dos ganhos anuais por sua situação financeira problemática e necessita de um aporte emergencial de capital para manter suas operações até 2020.

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, um acordo entre a Ethiopian e a SAA pode envolver um empréstimo emergencial de 9,2 bilhões de rands (US $ 611 milhões), como forma de manter as operações da empresa sul-africana por mais alguns meses.

LEIA TAMBÉM

Principal empresa aérea da África do Sul necessita de aporte uregnte de capital para manter operações até meados de março de 2020

O CEO da Ethiopian, Tewolde Gebre Mariam, em entrevista realizada na sede da empresa em Addis Ababa, capital da Etiópia, afirmou que tem interesse na rival e que caso haja um acordo entre os dois países poderiam levar adiante o acordo. “Estamos interessados ​​em apoiar a South African Airways”, afirmou Tewold a Bloomberg.

A difícil situação financeira da SAA e de demais empresas estatais da África do Sul se tornou um problema para o governo do país, que vem lutando para realizar aportes constantes para viabilizar a continuidade dos serviços. Do lado oposto, a Ethiopian Airlines tem ampliado seus negócios e investido em companhias do continente, se tornando a principal empresa aérea africana.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 9 de Outubro de 2019 às 11:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Ethiopian Airlines South African Airways falência Etiópia África do Sul