Até o fim de 2022

Emirates usará Boeing 777 com combustível sustentável em voo de testes

Parceria com a GE Aviation visa a redução de emissões de CO2


Boeing 777 da Emirates

O Boeing 777-300ER, movido com motores GE90, será utilizado. | Foto: Divulgação

A Emirates e a GE Aviation assinaram um acordo preliminar para o desenvolvimento de um programa que usará um Boeing 777-300ER equipado com motores GE90 em um voo de teste, operando com combustível de aviação 100% sustentável (SAF) até o fim de 2022. 

Atualmente, a versão aprovada para uso é uma mistura de combustível Jet A ou Jet A-1 derivado do petróleo com um componente com limite máximo de mistura de 50%. O voo de demonstração é um dos esforços das duas empresas para reduzir as emissões de CO2, à medida que o setor busca aumentar o uso do SAF.

Autoridades irão colaborar para garantir as aprovações da certificação experimental e coordenarão os requisitos pré e pós-voo com os fabricantes de fuselagem, unidade de potência auxiliar (APU) e fabricante original dos equipamentos (OEMs), além de trabalhar com os fornecedores de SAF na aquisição e logística de entrega. 

A GE Aviation fará as análises técnicas necessárias para confirmar se os motores atendem às especificações de desempenho e fornecerá as instruções pré- e pós-voo, conforme necessário. “Esta colaboração com a Emirates é fundamental para o nosso trabalho, (...) o que pode ser uma grande oportunidade de expansão do impacto do SAF no trabalho de redução de carbono da aviação", disse o presidente e CEO, John S. Slattery.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

O primeiro voo operado pela Emirates por este combustível sustentável foi em 2017 no aeroporto internacional O’Hare (ORD), em Chicago, nos Estados Unidos. 

 

Marcel Cardoso

Publicado em 16 de Novembro de 2021 às 18:35


Notícias noticias noticias de aviação Emirates GE SAF Combustível Sustentável Boeing 777