Em meio a crise surgem oportunidades

Embraer fecha o ano com mais um operador do E190 na Ásia

Myanmar Airways se torna a quarta empresa aérea da região a voar com o E-Jet em 2020


Até o final do ano a Myanmar Airways deverá contar com dois E190 na frota

A Myanmar Airways International (MAI) iniciou os voos comerciais com seu primeiro Embraer E190, de primeira geração, ampliando e modernizando sua frota. Inicialmente a empresa vai operar quatro voos diárias com o avião.

A empresa com sede em Mianmar, país no Sul da Ásia, tem expandido sua frota, que ainda conta com os Airbus A320 e A319. A chegada do E190 permitirá a Myanmar Airways voar para novos destinos locais e internacionais, partindo de Yangon, a maior cidade do país.

É previsto que o segundo E190 chegue a empresa amanhã (23), permitindo a companhia aérea expandir sua malha em nove novos destinos pelo país. Já no próximo ano deverão chegar mais dois E190, completando o pedido assinado com a Embraer. Além disso, também devem ser entregues mais dois A320.

Atualmente a Myanmar Airways opera com seis aviões, sendo quatro A319, um A320 e um E190.

“Nossos pilotos, atendentes de cabine, área de manutenção e toda equipe estão orgulhosos em ter o E190 servindo nossos clientes com uma experiência de voo superior”, disse Saravanan Ramasamy, CEO da Myanmar Airways International.

Mesmo iniciando os serviços com apenas quatro voos diários, a expectativa é ampliar o total de operações diárias com a chegada do próximo avião. “Com uma demanda crescente, estamos planejando aumentar a frequência de operação com o E190 para oito voos por dia”, destacou Ramasamy.

Ainda que 2020 tenha sido marcado por uma retração do mercado de aviação comercial, somado as restrições sanitárias, a Myanmar Airways manteve seus planos de ampliação da malha e frota. “A operação do E190 marca ainda outro importante momento na estratégia de expansão de frota da MAI e no desenvolvimento das rotas domésticas”, afirmou Ramasamy.

A empresa ainda assinou um contrato para o Programa Pool de suporte com a Embraer, utilizado por todos os operadores dos E-Jet na Ásia-Pacífico. Ao longo de 2020 quatro novas empresas aéreas passaram a voar com os jatos regionais brasileiros na Ásia.

Para o início das operações com o E190, a Embraer realizou um curso para concessão de licença para os engenheiros da empresa, dentro do Pograma Pool que oferece cobertura completa de reparos para componentes e partes, manutenção estrutural e acesso ilimitado a um amplo estoque de componentes. O principal centro de distribuição da Embraer na região da Ásia-Pacífico está localizado em Singapura.

Além disso, oito pilotos da companhia passaram por um mês de treinamento inicial em setembro de 2020 em Zguhai, na China.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 22 de Dezembro de 2020 às 08:35


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Embraer E-Jet Myanmar Airways Birmânia E190 Ásia China