Falha do piloto

Divulgado relatório de acidente com Boeing 737 na Índia

Aeronave repatriava cidadãos retidos no exterior


Acidente com avião da Air India Express

Na tentativa de pouso, a aeronave se partiu em duas - Foto: PTI

O Departamento de Acidentes Aéreos da Índia (Aaib) divulgou o relatório do acidente envolvendo um Boeing 737-800 (VT-AXH) da Air India Express, em 7 de agosto de 2020, no aeroporto de Calicute (CCJ).

O documento aponta falha do piloto como a provável causa principal da queda. "A causa provável do acidente foi a não adesão ao SOP (Procedimentos de Operação Padrão) pelo piloto, o qual, continuou uma aproximação não habilitada e pousou além da zona de toque, no meio da pista, e falhou em assumir controles e não executar uma arremetida (Go Around)”.

Outros fatores podem ter contribuído para o acidente, como falhas de sistema e a falta de um briefing adequado, que deveria ter sido feito no caso de pouso em ventos contrários (de proa), com chuva e pouca visibilidade, como foi o caso, e a não cogitação de desvios para outros aeroportos da região, o que comprometeu toda a segurança do voo. 

A aeronave repatriava cidadãos indianos que estavam no exterior, retidos por conta do avanço da pandemia da covid-19, que suspendeu milhares de voos pelo mundo. Ela saiu da pista durante a tentativa de pouso e se partiu em duas, matando 21 das 186 pessoas a bordo. O piloto e o copiloto estão entre as vítimas.

O primeiro voo do VT-AXH foi realizado em novembro de 2006.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

Marcel Cardoso

Publicado em 13 de Setembro de 2021 às 06:05


Notícias noticias noticias de aviação Relatório Acidente Boeing 737 Calicute Índia Falha