Bombardeiros da Usaf sobrevoaram trinta países em um único dia

Veteranos B-52H realizaram missão estratégica ao lado de aliados da Otan


Operação da Otan contou com voo dos bombardeiros B-52H e aeronaves de países aliados na Europa e América do Norte

A força aérea dos Estados Unidos (Usaf) sobrevoou todas as trinta nações aliadas da Otan, na América do Norte e na Europa, em conjunto com diversas aeronaves de países aliados.

A missão especial reuniu os veteranos bombardeiros B-52H Stratofortress atualmente implantados na Base Aérea de Morón, na Espanha, e outros bombardeiros baseados a partir dos Estados Unidos, que realizaram o voo conjunto em um único dia.

Denominado Allied Sky (Céu Aliado, em tradução literal) a missão ocorre desde 2018 e serve para avaliar a capacidade dos membros da Otan e aumentar a prontidão, oportunidades de treinamento e interoperabilidade os aliados, com mais de 200 classificações coordenadas conjuntas.

"As missões de bombardeiros demonstram a credibilidade de nossas forças para abordar um ambiente de segurança global mais diversificado e incerto do que em qualquer outro momento de nossa história", disse o general Jeff Harrigian, comandante do Comando Aéreo Aliado da Otan e da Força Aérea dos EUA na África e Europa.

Com a escalada das tensões entre o Ocidente e a Rússia, assim como com a China, a Otan tem ampliado constantemente seus exercícios militares. Além de permitir uma melhora na capacidade de resposta, oferece uma política de dissuasão contra seus principais rivais.

Participaram da missão, voando ao lado das aeronaves dos Estados Unidos, a Bélgica, Bulgária, Canadá, Croácia, República Tcheca, Dinamarca, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Itália, Holanda, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, Eslováquia, Espanha, Turquia e o Reino Unido.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 4 de Junho de 2021 às 15:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação B-52 bombardeiro Usaf Otan Europa Rússia China guerra fria