Céu azul no horizonte

Boeing respira e volta a dar lucro no primeiro semestre

Apesar de incertezas com projetos, resultados voltaram a ser positivos


Boeing 737 MAX 10

Os graves problemas na produção de widebodies não impediram a Boeing de ter resultados positivos

A Boeing divulgou os resultados financeiros do primeiro semestre de 2021, nesta quarta-feira (28), mostrando reversão dos prejuízos, apesar dos últimos problemas envolvendo o 787 e o novo 777X.

A fabricante teve lucro líquido de US$ 567 milhões (R$ 2,93 bilhões) no segundo trimestre do ano, fechando o semestre com saldo positivo em módicos US$ 6 milhões (R$ 31 milhões). As receitas fecharam o período em US$ 32,2 bilhões (R$ 166,2 bilhões), alta de 12% em relação à primeira metade de 2020.

Os resultados são animadores, apesar dos momentos turbulentos envolvendo o 787, que teve produção e entregas suspensas por problemas estruturais, e o 777X, que teve sua certificação adiada pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) por problemas no projeto da aeronave, adiando as primeiras entregas para 2024.

"Continuamos a fazer progressos importantes no segundo trimestre. (...) Enquanto nosso ambiente de mercado comercial está melhorando, estamos monitorando de perto as taxas de casos de covid-19, a distribuição de vacinas e o comércio global como indicadores-chave para a estabilidade do nosso setor", disse o presidente e CEO da Boeing, David Calhoun. 

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 28 de Julho de 2021 às 09:20


Notícias noticias noticias de aviação Boeing Resultados Trimestre Semestre Lucro