Otimismo

Demanda por voos domésticos tem alta expressiva em junho

Números ainda são negativos em comparação ao pré-pandemia


Aeroporto de Salvador

Aeroportos do Brasil estão voltando gradativamente a receber passageiros

A demanda por voos domésticos no Brasil teve uma expressiva alta no mês de junho em comparação com maio, mostrando que o mercado está ainda em pleno reaquecimento no país, em meio à instabilidade no cenário internacional, por conta das restrições impostas por vários países.

Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o crescimento, medido em passageiros-quilômetro transportados (RPK) foi de 19,2%. Por sua vez, a oferta, medida em assentos-quilômetro transportados (ASK), também teve alta de 21% na mesma comparação. 

Se comparado com junho de 2019, a demanda (RPK) teve queda de 31,8% e a oferta (ASK) teve retração de 31,2%. A taxa de ocupação dos voos ficou em 80,9%, um recuo de 0,8 pontos percentuais. No total, 4.2 milhões de passageiros embarcaram em junho, 39,4% a menos do que dois anos atrás.

No mercado internacional, a demanda (RPK) fechou em alta de 25,2% e a oferta (ASK) teve retração de 2,7% em junho diante de abril. Se comparado com o mesmo mês de 2019, houve queda nos dois movimentos, de 85% e de 67%, respectivamente.

O transporte aéreo de carga teve queda de 5,9% em junho, em relação ao mesmo mês de 2019. No mercado internacional, houve aumento de 4,8% na mesma comparação.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 27 de Julho de 2021 às 18:20


Notícias noticias noticias de aviação Demanda Oferta Voos Brasil Internacional