Um futuro sem piloto

Boeing realiza demonstração com veículo aéreo não tripulado

Aeronave transportou pequenas cargas para forças do exército dos EUA em exercício simulado


Pequeno S-100 é um helicóptero autônomo para transporte e vigilância

A Boeing realizou uma demonstração de capacidade operacional com um veículo aéreo não tripulado durante um treinamento do exército dos Estados Unidos. A aeronave S-100 reabasteceu soldados com pequenos pacotes de carga durante um exercício.

A aeronave foi empregada em 31 missões, entregando 726 Kg (1.600 lb) de equipamentos e munições simuladas por meio de um guincho de carga, transportando em média 50 kg durante cada demonstração. O helicóptero não-tripulado foi projetado e construído pela Schiebel Industries, da Áustria, parceira da Boeing desde 2009.

LEIA TAMBÉM

Os voos ocorreram no início de março, entre os dias 2 e 12, com o S-100 voando de maneira totalmente autônoma e o ensaio sendo conduzido pelo laboratório de batalha e manobras do exército, que fica em Fort Benning, na Geórgia.

”A Boeing Global Services procura oferecer esse recurso como um serviço. Para esta demonstração em particular, o S-100 foi um bom ajuste. No momento, estamos analisando vários fornecedores, juntamente com nossas próprias soluções para decolagem e aterrissagem”, afirmou a Boeing."[Estamos] engajados com o Exército, a Marinha e o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, para moldar futuras solicitações de contrato para esse tipo de serviço".

Aeronave pode ser utilizada inclusive em missões embarcadas com a Marinha

O helicóptero não tripulado S-100 é capaz de transportar 34 kg de carga útil por mais de 6 horas, tendo a capacidade máxima de 50 kg de carga útil. Originalmente o projeto o uso como equipamento de vigilância, utilizando câmeras eletro-ópticas ou infravermelhas, ao invés de transporte de cargas. ABoeing chegou a oferecer o S-100 para fazer patrulha marítima para ajudar navios de combate costeiros.

A variedade de cargas úteis para o S-100 só foi possível graças a algumas atualizações feitas pela Schiebel, para que o veículo fosse utilizado para auxílio em linhas de transmissão de energia, silvicultura e agricultura, além de cinematografia aérea.

Com as novas atualizações, a Schiebel está vendendo o S-100 como plataforma militar de inteligência, vigilância e reconhecimento para o uso terrestre e marítimo. O helicóptero não-tripulado teve diversas encomendas por parte de forças militares para os Emirados Árabes Unidos, Jordânia, China, Itália e Austrália.

Por Gabriel Benevides

Publicado em 13 de Abril de 2020 às 18:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing S-100 VANT veículo aéreo não tripulado drone