Sonho ruim

Boeing encontra erros na montagem da fuselagem do 787 Dreamliner

Fabricante está realizando uma extensa verificação nos processos de qualidade na linha de produção


Falha na junção da fuselagem do 787 tem erro similar a espessura de um fio de cabelo humano

A Boeing encontrou falhas adicionais relacionadas ao processo de produção dos 787 Dreamliner. O problema é similar ao já reportado pelo fabricante meses atrás.

Uma verificação extensa no processo de montagem dos aviões mostrou que existem falhas no controle de qualidade na junção de grandes seções da fuselagem. O relatório aponta que alguns segmentos não cumpriram os requisitos completos de montagem, levando a erros na união de componentes de grande porte da estrutura da aeronave.

A Boeing reporta que ainda que a falha seja considerada série dentro de seus processos de qualidade, o erro é similar a espessura do fio de cabelo humano. Mesmo quase imperceptível, o procedimento demonstra a necessidade de extrema precisão na montagem do 787, que é produzido majoritariamente em materiais compostos, com as estruturas da fuselagem sendo peças únicas que são encaixadas umas nas outras.

A FAA, a agência de aviação dos Estados Unidos, e a Boeing afirmam que a falha não é considerada grave e nem representa preocupações imediatas a segurança dos aviões. Porém, os processos estão sendo revisados, para manter o elevado padrão de qualidade da montagem.

“Essa falha não é potencialmente catastrófica. Nenhum avião deverá sofrer um acidente por um erro tão pequeno. O que ocorre é que uma montagem incorreta pode reduzir a vida útil do avião ou exigir processos de manutenção adicionais”, comentou um funcionário da Boeing, que pediu para não ser identificado. “Uma manutenção adicional ou boletim [de serviço] extra aumentam os custos das empresas, isso por si só é um problema”.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 16 de Dezembro de 2020 às 16:30


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 787 Dreamliner FAA fuselagem