Novo cargueiro

Azul recebe aprovação para voar com E-Jet convertido como cargueiro

Aeronaves foram reconfiguradas para o transporte de encomendas expressas


Azul converterá quatro de seus E-Jets para transporte de encomendas expressas

A Azul Cargo Express recebeu as certificações necessárias para iniciar as operações com o primeiro jato cargueiro baseado no Embraer E-Jet em todo o mundo. Ainda que tenha sido uma configuração básica entre a cabine de passageiros e sua utilização para transporte de cargas, a novidade teve de ser certificada para ser utilizada regularmente.

A aeronave de matrícula PR-AYO, que cumpria voos comerciais de passageiros até março e adaptada para realizar transporte permanentes de carga. O primeiro voo comercial com a nova configuração aconteceu no último sábado (26), entre Campinas e Teresina.

A Azul espera converter mais três E-Jets para a versão de transporte de cargas, que também serão submetidos à aprovação da Anac. Ao contrário de um avião cargueiro, onde é instalada uma porta de cargas e piso reforçado exclusivo para transporte de pallets, carga avulsa ou contêiner, o E-Jet recebeu apenas algumas adaptações. O avião teve apenas a maior parte de seus assentos retirados, mantendo apenas os localizados em locais estratégicos, como portas e saídas de emergências. Além disso, os bagageiros internos foram mantidos.

Diferente das aeronaves convertidas para o transporte de cargas paletizadas, o projeto da Azul prevê a acomodação de volumes em espaços determinados, presos com redes específicas para essa finalidade.

Os quatro E-Jet cargueiros se juntarão aos dois Boeings 737-400F, da Azul Cargo, ampliando para seis o total de aeronaves exclusivamente dedicadas ao segmento de cargas. Além disso, a empresa ainda conta com cinco aviões ATR equipado com o sistema quick-change, que são rapidamente convertidos do modo passageiro para cargueiro, aumentando a oferta dedicada.

Interior mantém layout básico, constando com algumas fileiras de poltronas e bagageiros superiores

Em nota a Azul afirma que a demanda por esse tipo de serviço tem sido 40% maior do que registrado no mesmo período do ano passado, justificando a incorporação de novos aviões no segmento cargueiro da companhia.

“A demanda para produtos e serviços da Azul Cargo Express está aumentando de forma muito forte. Todos os nossos parceiros de e-commerce estão querendo esse tipo de solução e nós estamos prontos para entregar”, diz Izabel Reis, diretora da Azul Cargo Express.

  • Receba as notícias de AERO diretamente no Telegram clicando aqui

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 28 de Setembro de 2020 às 10:00


Notícias notícia de aviação aeronave avião Boeing 737 Azul Cargo Azul Embraer E-Jet ATR