A maior low-cost da América Latina

Avianca e SKY Airline vão passar por fusão, diz imprensa chilena

Negócio acirraria concorrência na América Latina


Logos da Avianca e da Sky Airline

A Latam Airlines pode ganhar uma concorrente de peso com a suposta fusão - Foto: Divulgação

Avianca e a SKY Airline estariam a um passo de anunciarem formalmente uma fusão, segundo o jornal chileno Diario Financiero. Caso confirmada, será formada a maior companhia aérea de baixo custo (low-cost) da América Latina.

Segundo a publicação, as duas empresas teriam iniciado conversas em janeiro, mas o martelo somente teria sido batido há alguns dias. A história começou no início de 2020, quando o CEO da SKY, Holger Paulmann, em meio à crise causada pela pandemia de covid-19, buscou opções de financiamento para manter a companhia operacionalmente.

O banco brasileiro BTG Pactual, a Gol Linhas Aéreas, a JetSmart e um fundo de private equity foram procuradas, mas as negociações não lograram êxito. No início de 2021, dois fundos de investimento que possuem participação na Avianca procuraram Paulmann e iniciaram as conversações, que terminaram recentemente.

A Elliott Management e a Caoba ficarão com 70% da nova companhia, injetando pouco menos de US$ 1 bilhão, caso o plano de recuperação da Avianca seja aprovado pela Justiça dos Estados Unidos. A entrada formal dos novos donos se daria ainda em outubro, fazendo com que a SKY seja subsidiária da aérea colombiana e que o seu atual CEO seja o controlador do grupo, mantendo as marcas separadamente.

Fontes do jornal chileno apontam o Brasil no radar desta fusão, com a aquisição de empresas aéreas.

  • Receba as notícias de AERO diretamente das nossas redes sociais clicando aqui

 

Marcel Cardoso

Publicado em 4 de Outubro de 2021 às 14:00


Notícias noticias noticias de aviação Avianca SKY Fusão Low-cost América Latina Latam Chile