Antes do final do ano

737 MAX retoma suas operações regulares nos Estados Unidos

American Airlines se torna o primeiro operador norte-americano a recolar o modelo sem serviço


Retomada dos voos com o 737 MAX deverá ganhar fôlego apenas em 2021

Conforme esperado o Boeing 737 MAX retomou seus voos comerciais nos Estados Unidos antes do final de 2020. A American Airlines realizou o primeiro voo com o modelo nesta última terça-feira (29), logo após a nova certificação emitida pela FAA.

Com a volta do avião, a American Airlines se tornou a primeira empresa aérea dos EUA a operar o 737 MAX após a retomada dos voos, sendo a terceira operadora do mundo, logo após a Gol e a Aeromexico.

Com a decolagem amplamente observada pela imprensa dos Estados Unidos, o Boeing 737 MAX 8, de matrícula N314RH, realizou o voo AAL 718 entre Miami (MIA) e Nova York (LGA), realizando o trajeto de volta em seguida. Por ora, a American Airlines vai concentrar todas as operações com o 737 MAX em Miami, ampliando gradualmente o número de destinos a partir da cidade.

Apesar do otimismo por parte das companhias aéreas, muitos passageiros ainda não se sentem totalmente seguros a bordo do modelo. Assim como ocorreu no Brasil, a companhia aérea norte-americana afirmou que não irá obrigar nenhum passageiro a realizar o embarque, permitindo a troca do voo ainda no portão de embarque.

Enquanto a American Airlines realiza as suas primeiras operações, outras empresas aéreas dos Estados Unidos não apresentam um cronograma para retorno imediato dos voos com o Boeing. Ainda assim, a United Airlines anunciou que planeja retomar os voos no dia 11 de fevereiro, enquanto a Southwest Airlines, a maior operadora da família 737 nas Américas, planeja voltar com os voos com o MAX apenas no segundo trimestre de 2021.  

A panamenha Copa Airlines planeja realizar os primeiros voos internacionais com o 737 MAX após sua recertificação. A empresa agendou para o dia 4 de janeiro de 2021 o reingresso do modelo em rotas para os Estados Unidos e alguns destinos na América do Sul, incluindo Santiago do Chile, Buenos Aires e Montevidéu.

No Brasil a Gol segue operando normalmente com o 737 MAX em suas principais rotas, podendo no futuro retomar seus voos internacionais com o modelo.

Por Edmundo Ubiratan

Publicado em 30 de Dezembro de 2020 às 07:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião aviação Boeing 737 737 MAX 737-9 American Airlines Gol United Airlines Southwest Airlines