Sonho americano

American Airlines quer recolocar toda sua frota em serviço

Demanda por viagens aéreas nos EUA cresceu cinco vezes nas últimas semanas


American Airlines aposentou grande parte da frota ao longo da pandemia, mas espera retomada ainda em 2021

A American Airlines planeja colocar toda sua frota, com mais de 1.200 aeronaves, em operação até o final de maio. A empresa espera atender a retomada da demanda nos Estados Unidos, que vem realizando uma intensa campanha de vacinação, permitindo a retomada da confiança das viagens pela maioria dos usuários do transporte aéreo.

Segundo um comunicado interno, da Diretora de TI, Maya Leibman, as reservas de passagens através de plataformas digitais da American Airlines quintuplicaram no início de 2021, em comparação a 2020.

Nos últimos sete dias a empresa obteve a maior receita desde o início da pandemia, fechando a última semana com uma taxa de ocupação de 80% nos voos domésticos. 

A intenção é recolocar em serviço 142 aeronaves que atualmente estão estocadas em vários aeroportos norte-americanos. A previsão é que a retomada de voos com esses aviões nos próximos 60 dias, por haver “uma incrível demanda reprimida para viajar para algum lugar”, segundo a CIO.

No Brasil, a American e a Gol formalizaram um acordo de compartilhamento de voos, que foi aprovado pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). A nova parceria substituiu o negócio existente com a Latam Airlines, que após ser negociada com a Delta Air Lines, deixou a aliança oneworld e todas os acordos com a American.

A retomada dos voos para o Brasil, próximo dos níveis de 2019, ainda depende de uma melhora nas condições de saúde no país, assim como de uma redução na taxa de câmbio, a maior em toda série histórica do Real.

Por Marcel Cardoso

Publicado em 1 de Abril de 2021 às 12:00


Notícias notícias de aviação aeronave avião Boeing 767 American Airlines viagem aérea passagem aérea pandemia Latam Gol CADE Brasil