Fim do noivado

American Airlines diz que rompimento com a Latam faz parte do jogo

Companhia norte-americana ressalta benefícios dos anos de parceria e afirma que perdas não devem ultrapassar os US$ 20 milhões


A American Airlines afirmou que o rompimento nas relações com a Latam terá um mínimo impacto para a companhia, estimado em aproximadamente US$ 20 milhões anuais.

Após o anuncio da participação de 20% da Delta Air Lines no capital da Latam Airlines, as principais parcerias da empresa sul-americana se movimentaram em resposta a mudança de estratégia apresentada pela nova união.

LEIA TAMBÉM

A Latam e a American trabalharam em projeto de joint-venture envolvendo ainda a International Airlines Group (IAG) que controla a British Airways e Iberia. Contudo, o acordo não foi aprovado pelas autoridades do Chile, que exigiam que a unidade chilena ficasse fora do acordo. Considerado não apenas o coração da operação da Latam, mas também a principal unidade de negócios, sem a divisão chilena e com riscos de o negócio também ser barrado no Brasil, a companhia passou a buscar novas parcerias, que levou ao acordo com a Delta Air Lines.

A American Airlines afirma que mantém uma relação de parceria com os controladores da Latam, a família Cueto e que compreende a mudança de estratégia adotada. “Dada a recente decisão negativa do Supremo Tribunal do Chile [em relação a união com a American e IAG], que reduziria significativamente os benefícios de nossa parceria, entendemos a decisão da Latam de fazer parceria com uma [outra] transportadora americana”, afirma a American Airlines em nota.

O acordo ensaiado entre a American e a Latam previa uma união ampla na unidade de transporte de passageiros, mas a princípio não incluía uma participação nos ativos de ambas as empresas.

A American afirma que durante a transição que levará ao desligamento das duas companhias não haverá prejuízo aos passageiros.

ASSINE AERO MAGAZINE COM ATÉ 76% DE DESCONTO

Edmundo Ubiratan | Imagem: Divulgação

Publicado em 27 de Setembro de 2019 às 15:32


Notícias notícias de aviação avião Delta Air Lines Latam American Airlines Iberia British Airways IAG Chile EUA